Página Inicial / Noticias / MÉDICO JOGA DOIS CÃES DO SEXTO ANDAR DE PRÉDIO

MÉDICO JOGA DOIS CÃES DO SEXTO ANDAR DE PRÉDIO

Compartilhe em sua Rede Social

Os cachorros foram lançados do sexto andar de um prédio em
Copacabana. O médico ortopedista Rogério Povilaitis Dominguez, de 51 anos,
jogou dois cachorros da janela do apartamento da mãe, no sexto andar de um
prédio na Rua Belford Roxo, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro.
O fato aconteceu na noite desta quarta, e os animais, das raças
poodle e pastor alemão, morreram na hora. Após o episódio, o homem desceu para
a rua e quase foi linchado por populares. Ele foi detido por PMs e encaminhado
para a 12ª Delegacia de Polícia (Copacabana), onde prestou depoimento.

Dominguez foi autuado por abuso e maus tratos contra
animais, segundo o artigo 32 da lei 9.605/1998 (Lei de Crimes Ambientais). O
médico acabou liberado em seguida, porque não há prisão em flagrante para esse
crime. Se condenado, a pena varia de três meses a um ano de prisão, além de
multa.
Em depoimento, o médico disse que estava sozinho no
apartamento da mãe, e que um vulto teria “defenestrado” os cães. Na
delegacia, parentes afirmaram que Povilaitis sofre de transtornos mentais e
depressão há vários anos. Moradores do edifício contaram que a mãe do médico
tem um terceiro cachorro, que não estava no apartamento.
Rio Grande do Sul – Esse caso acontece dez dias depois que
uma mulher foi filmada ensinando seu filho pequeno a agredir um cão da raça
poodle toy em um condomínio na Zona Norte de Porto Alegre (RS). O registro foi
feito por um vizinho no dia 13 de maio. Ele se assustou com os gritos do animal
e resolveu gravar a cena com o celular para comprovar as torturas. O vídeo foi
parar na internet e provocou a ira dos usuários de redes sociais contra a
agressora.
As imagens mostram a mulher no andar térreo lançando o cão
contra a parede e estimulando o filho a dar pontapés no animal. Além da
criança, ela também aparece no vídeo segurando um bebê de colo enquanto bate no
filhote. O animal foi resgatado e adotado pelo subsíndico do condomínio. A
agressora acabou indiciada por três crimes: maus-tratos contra animais,
maus-tratos contra crianças e constrangimento de menores.
Fonte: Liberdade Bom Sucesso

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Seis pessoas são mortas em chacina em Lauro de Freitas; adolescentes de 12 e 15 anos entre as vítimas

Compartilhe em sua Rede Social  Seis pessoas, incluindo dois adolescentes, morreram baleadas em Lauro de …