Página Inicial / Brasil / Delegado da Polícia Federal é morto a facadas pelo próprio neto no Alagoas

Delegado da Polícia Federal é morto a facadas pelo próprio neto no Alagoas

Compartilhe em sua Rede Social

O delegado aposentado da Polícia Federal Milton Omena Farias foi morto a facadas, no começo da tarde desta sexta-feira (27), pelo próprio neto, de 23 anos, em um condomínio situado na cidade de Paripueira, no Litoral Norte de Alagoas.

O delegado foi morto na mesma casa onde a filha dele, a jornalista Marcia Rodrigues, foi encontrada morta em agosto do ano passado. Na época, Farias disse à polícia que ela sofria de depressão e que teria cometido suicídio. Marcia era mãe do suspeito de ter matado Farias. A perícia apontou que Marcia foi morta com dois tiros que atravessaram o corpo dela, o que caracterizaria homicídio. Testemunhas disseram que ouviram disparos vindos da casa. O delegado disse em depoimento que não estava no local no momento do crime.

Nesta sexta, horas antes da morte de Farias, a SSP havia anunciado uma coletiva, onde os delegados que investigam o caso apresentariam o resultado do inquérito. A entrevista, no entanto, foi cancelada e remarcada para a próxima terça (31).

Milton Omena Farias Neto – ele tem o mesmo nome do avô – foi preso em flagrante ainda dentro da casa, logo após o crime. Ele teria confessado o homicídio. De acordo com o Major Paulo Eugênio, o jovem foi até a casa do delegado e, após uma discussão, eles entraram em vias de fato. Segundo a polícia, a vítima foi morta a facadas.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas, mas encontraram o delegado já sem vida. O Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram acionados para os devidos procedimentos.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Adolescente fura 24 colegas com agulha em escola e caso vai parar na polícia

Compartilhe em sua Rede Social  Um estudante de 13 anos furou 24 colegas com uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.