Página Inicial / Bahia / Justiça concede habeas corpus ao pastor Edimar, acusado de duplo homicídio

Justiça concede habeas corpus ao pastor Edimar, acusado de duplo homicídio

Compartilhe em sua Rede Social

Edimar da Silva Brito, pastor acusado da morte da professora e pastora Marcilene Sampaio e de Ana Cristina Santos, deve esperar o julgamento em liberdade, pois a sua defesa conseguiu junto à justiça um habeas corpus. Edimar foi preso no dia 26 de janeiro, em uma Fazenda da zona rural, no município de Ibicuí e desde então estava custodiado à espera do julgamento.

O duplo assassinato ocorreu no dia 19 de janeiro de 2016. Edimar também é acusado de tentar matar o também pastor Carlos Eduardo Sampaio, esposo de Marcilene. A suspeita da polícia é de que o crime teria sido motivado por vingança após as vítimas, que eram colegas do pastor suspeito, terem saído da igreja dele depois de um desentendimento para fundar uma nova e levado a maioria dos fiéis.

Além de Edimar, Fabio de Jesus Santos e Adriano Silva dos Santos são acusados de participação no crime. Esse último, inclusive, foi condenado por trinta anos por ser executor do duplo homicídio. Segundo a Justiça, Adriano e o outro suspeito, Fábio de Jesus Santos, teriam executado as vítimas a pedradas a mando do pastor Edimar Brito // Resenha Geral

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Adolescente fura 24 colegas com agulha em escola e caso vai parar na polícia

Compartilhe em sua Rede Social  Um estudante de 13 anos furou 24 colegas com uma …