Página Inicial / Bahia / Mulher chega sangrando à delegacia, dizendo que deu a luz e teve filho raptado na BA

Mulher chega sangrando à delegacia, dizendo que deu a luz e teve filho raptado na BA

O delegado Júlio César Telles, de plantão na terça-feira, (8), na sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, está investigando um caso emblemático que chegou até ele no início da tarde.

Uma mulher, identificada como Maria Aparecida Silva Jardim, de 34 anos, após ser socorrida por um popular, conseguiu chegar à sede da 8ª Coorpin, onde alegou que havia dado à luz no interior de um veículo, numa ladeira próxima ao Cemitério Reviver e o motorista, ao invés de socorrê-la ao hospital, abandonou-a e fugiu com o recém-nascido.

Imediatamente a mulher foi levada à Unidade Municipal Materno Infantil de Teixeira de Freitas (UMMI), já que apresentava sangramento e precisava de cuidados médicos. Maria Aparecida foi atendida e vai ser submetida a exames específicos que vão determinar se ela realmente teve a criança. Logo depois a mulher prestará depoimento à polícia.

Segundo informa o delegado Júlio Telles, que está à frente das investigações do caso, os exames complementares podem ser realizados no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e somente após a conclusão dos laudos acerca do parto, será possível criar uma linha de investigação para tentar esclarecer o caso. (Da redação TN)

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Eunápolis é campeão inédito do Intermunicipal

O campeonato Intermunicipal conheceu neste domingo (10) mais um campeão inédito. Desta vez, o grito …