Página Inicial / Brasil / Justiça cassa mandatos de prefeita e vice por compra de votos com cachaça na Paraíba

Justiça cassa mandatos de prefeita e vice por compra de votos com cachaça na Paraíba

A prefeita da cidade de Maranguape, na Paraíba, juntamente com sua vice, tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral por compra de votos em troca de empregos, dinheiro, combustível e cachaça.

Maria Eunice do Nascimento Pessoa (Prefeita), e Baby Helenita Veloso Silva (vice), são acusadas de abuso de poder econômico durante as eleições municipais de 2016. A decisão judicial foi dada nesta (17), pela Juíza Juliana Duarte Maroja, da 7ª Zona Eleitoral, em Mamanguape, Litoral Norte paraibano.

A gestora e sua vice também foram declaradas inelegíveis pelo prazo de oito anos, e foram multadas em R$ 53.205, “considerando a condição econômica de cada uma”, a “gravidade das condutas” e “as temerárias consequências para o regime democrático”.

De acordo com depoimento de testemunha em juízo, a filha da prefeita que é promotora, “ofereceu para os candidatos a vereador presentes a uma reunião durante a campanha, a quantia de R$ 5 mil para subir no palanque para Eunice, R$ 500 por semana, gasolina, uma cota de cachaça e outros gastos, bem como mais três empregos públicos, os quais não se exigia trabalhar”. Todos os detalhes da negociata foram filmados.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

 Advogado que estava desaparecido é encontrado na UPA de Vitória da Conquista

O advogado de 23 anos que mora na cidade de Eunápolis, no extremo sul da …