Página Inicial / Brasil / No Dia das Crianças, mãe abandona bebê de 5 meses em bar para usar drogas

No Dia das Crianças, mãe abandona bebê de 5 meses em bar para usar drogas

 

Um bebê de 5 meses foi abandonado pela mãe em um bar de Planaltina, no Distrito Federal, na quinta-feira (12), em pleno Dia das Crianças. Quem estava no local só percebeu que ele tinha sido deixado porque começou a chorar muito, e não havia nenhum responsável por perto. Foi aí que acionaram a polícia.

“Eles resolveram pegar do carrinho e dar um banhozinho, trocaram e alimentaram lá”, afirmou a cabo Cléssia Melo, da Polícia Militar. “Contaram que a mãe disse que ia fazer uso de droga e pediu pra uma senhora que estava bebendo lá no bar pra cuidar. Só que aí ela demorou muito e a senhora simplesmente saiu.”

A policial afirma que o bebê tinha sido deixado às 15h. Os militares só chegaram às 20h. Por causa da situação, o Conselho Tutelar foi chamado. “Nesse caso, fica configurado abandono de incapaz, devido à mãe ser usuária de droga e não ter condição de ficar com a criança”, disse o conselheiro Wesley Fonseca.

Um abrigo chegou a ser acionado, mas a criança não precisou ir. O caso foi parar na internet, e os avós ficaram sabendo. “Ave Maria. Eu fiquei louca. Meu filho procurou ela em vários lugares e não encontrou”, declarou a avó da criança, Maria das Dores Oliveira.

É ela quem vai ficar com a guarda do bebê. “Ela [a filha dela] tem problemas de dependência química. Quando ela some e fica dias sumida, todo mundo ajuda a cuidar do neném. Mas ela não pode mais ficar com o neném. Eu que vou ficar com o bebê agora.”

Mãe do bebê, em entrevista (Foto: TV Globo/Reprodução)

De madrugada, a mãe da criança voltou para o mesmo bar onde tinha abandonado o filho. A essa hora, a criança já estava em casa com os avós. Questionada se o uso de droga atrapalha o convívio com o bebê, ela confirmou. “Às vezes atrapalha, né? Mas eu não tenho o hábito de sair com ele.”

“Eu bebi, mas foi bem mais cedo. Só que aí eu deitei um pouquinho e dormi. Eu estava bem aqui. Eu estava com ele, mas não estava usando droga, não. Já procurei [tratamento], já fiquei muito tempo sem usar, entendeu? Mas agora eu não estava usando.”

A mulher já tem passagem na polícia por furto. O Conselho Tutelar informou que vai buscar medidas para manter a mãe em tratamento e colocar a família aos cuidados do conselho e a rede de proteção da criança e do adolescente.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Cantor itambeense, Filipe Louquinho é a nova sensação do arrocha romântico

De Itambé rumo a conquistar o Brasil, assim definimos a trajetória de vida do Itambeense, …