Página Inicial / Brasil / Cabeças cortadas e corações arrancados: Vídeo de nova rebelião choca o Brasil

Cabeças cortadas e corações arrancados: Vídeo de nova rebelião choca o Brasil

Compartilhe em sua Rede Social

GOIÂNIA – Parece que já virou moda! Todo começo de ano é a mesma coisa. Infelizmente, presos estão aproveitando as festas de fim de ano, quando o efetivo é menor nas cadeias, para efetuarem crimes perversos. Foi o que aconteceu no primeiro dia do ano, o feriado do 1º de janeiro, quando uma grande Rebelião atingiu a região do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital, também conhecida como Colônia Agroindustrial. A penitenciária fica no estado de Goiás e abriga presos perigosos.

Na rebelião, que tem relatos de extrema selvageria, pelo menos nove mortes teriam sido confirmadas, como mostra uma matéria do portal de notícias G1.

Rebelião com fuga em massa faz moradores de Goiás temerem por falta de segurança. Em entrevista sobre o assunto, o comandante da Polícia Militar da região, Coronel Divino Alves, falou que o número de presos mortos na rixa dentro da cadeia pode ser ainda maior.

As brigas no local teriam começado devido a disputas que envolvem grupos rivais, algo parecido com o que tinha acontecido no início do ano passado em cadeias especialmente do Norte do país, mas que levaram pânico a todo o território nacional, especialmente a se saber que o número de presos hoje no país ultrapassa a quantia de 600 mil. Novamente, o clima de medo foi estabelecido, já que algumas fontes falam em centenas de fuga.

Polícia confirma fuga de prisioneiros, mas não diz quantidade definitiva. As condições de organização na cadeia são tão ruins que as autoridades não sabem precisar até o momento quantos presos teriam realmente fugido.

A quantidade de detentos que já foi recuperada chega a 20. Dez membros da cadeia teriam ficado feridos e estão sendo atendidos em unidades de saúde da região. A polícia e os bombeiros não revelaram o estado de saúde dos detentos.

“A Polícia Militar e o Sistema Prisional estão envolvidos nessa situação visando a normalidade do sistema”, disse o comandante.

Veja abaixo um vídeo que mostra como foi a rebelião. A reportagem fala em muitos mortos e centenas de foragidos. Oficialmente, até o fechamento desse artigo, as autoridades falavam em nove mortos, todos assassinados em condições brutais, como em cenas de esquartejamento, em que partes do corpo, como a cabeça e o coração são arrancados.

(News Rondônia)

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Jornalista esportivo é agredido com soco no rosto em Itapetinga 

Compartilhe em sua Rede Social Tudo começou, segundo Lucas, depois que ele utilizou o seu …