Página Inicial / Noticias / Superação: Itambeense vence as drogas e participa de projetos sociais para ajudar carentes em São Paulo

Superação: Itambeense vence as drogas e participa de projetos sociais para ajudar carentes em São Paulo

Uma história de superação e amor ao próximo está enchendo de orgulho a cidade de Itambé, por ter um filho que após passar por tantos momentos difíceis na vida, conseguiu vencer as dificuldades, e agora dedica parte de seu tempo para ajudar moradores de rua na cidade de São Paulo.

Das drogas à superação

O jovem Hueliton Ribeiro Mota, hoje com 23 anos viveu na cidade de Itambé até 2013 e, nesse período, na sua adolescência passou por momentos árduos, quando – aos 16 anos, se entregou às drogas, chegando ao extremo de ser detido pela polícia, ficando por um período preso. Com os conselhos do policial Paulo Rucas e agentes da GCM, Hueliton resolveu que era hora de mudar de vida e passou a frequentar a igreja. Lá conheceu Matheus Pica Pau, a pessoa que lhe abriu a oportunidade de uma nova vida. Matheus, que tem um salão cabeleireiro convidou Hueliton para conhecer a profissão. De viagem marcada para a cidade de São Paulo, Hueliton foi aconselhado por Matheus Pica Pau a fazer cursos de corte de cabelo para tentar a sorte na capital paulista. Foi aí que sua vida começou a mudar. Cada dia mais determinado em alcançar o seu objetivo, Hueliton abriu um salão e hoje é barbeiro profissional.

Sempre buscando o caminho certo, Hueliton continuou frequentando a igreja e, hoje, participa de projetos sociais para ajudar moradores de rua, dedicando parte de seu tempo, se utilizado da sua profissão para cortar cabelos gratuitamente de pessoas carentes.

O Projeto “Poesia é da Hora”, que já está em sua 63ª edição, ajuda pessoas sem família, abandonadas nas ruas de São Paulo e, também, visita albergues para desenvolver leituras de poesias, cortes de cabelo, entre outras atividades.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Crueldade: Padrasto é preso por torturar e tentar arrancar a orelha de enteado de 4 anos

O padrasto confessou que espancou a criança e alegou que não se lembra do que …