Página Inicial / Bahia / Candidatos denunciam supostas irregularidades ocorridas no concurso da Polícia Civil da Bahia

Candidatos denunciam supostas irregularidades ocorridas no concurso da Polícia Civil da Bahia

Compartilhe em sua Rede Social

Candidatos que participaram do concurso da Polícia Civil da Bahia, organizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp), no último domingo (22), procuraram o BNews e denunciaram supostas irregularidades ocorridas na aplicação das provas objetiva e discursiva.

De acordo com o edital de convocação, durante a realização das avaliações não seria permitida o uso de “qualquer tipo de aparelho” que realizasse “gravação de imagem, ou de som pelo candidato, pelos seus familiares ou por quaisquer outros estranhos a este concurso público”. Além disso, a banca garantiu que seria “excluído do concurso, o candidato que estivesse utilizando ou portando em seu bolso, mochila os aparelhos eletrônicos”.

A reportagem recebeu imagens de questões das provas, que não poderiam ser levadas pelos participantes após a realização. Além disso, reproduções de conversas do aplicativo WhatsApp revelam que em alguns lugares o envelope que trazia as provas não estava lacrado, e uma pessoa teria sido vista com uma prova no Aeroporto de Salvador.

Contrariados com a situação, alguns participantes, que pedem a anulação do concurso, prometeram denunciar o caso ao Ministério Público da Bahia (MP-BA). Ao site, a assessoria do MP-BA confirmou que o órgão foi procurado por diversos participantes, mas que a denúncia ainda não foi formalizada.

A Vunesp também foi questionada pela reportagem. O superintendente de Recursos Humanos da instituição, Adriano Tambone, informou que até o momento não foi recebida nenhuma reclamação. Clique aqui e veja o posicionamento da banca. A Secretaria da Administração do Estado (Saeb), responsável pelo certame, também deve enviar uma nota.

Candidatos que quiserem entrar com recurso administrativo pelo concurso devem contatar a Vunesp e seguir os procedimentos previstos em edital.

O concurso da Polícia Civil da Bahia teve abstenção de 21,78%. O número corresponde a 10.444 inscritos que deixaram de fazer as provas do certame. No total, 37.676 candidatos compareceram aos 48 locais de prova na capital baiana.

Eles concorreram a uma das mil vagas ofertadas, sendo 880 para Investigador, 82 para Delegado e 38 para Escrivães. O maior número de candidatos foi para o cargo de Investigador, com 35.036, seguido dos cargos de delegado, com 10.658, e de escrivão, com 2.426 candidatos ao cargo.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Itambé: Garoto de sete anos desaparece de casa e GCM se mobiliza e encontra menino

Compartilhe em sua Rede Social  Por volta do meio deia de hoje, domingo (25), a …