Página Inicial / Bahia / Tragédia envolvendo caminhonete, carreta e ônibus que saiu de Itaobim deixa 7 mortos na BR-116

Tragédia envolvendo caminhonete, carreta e ônibus que saiu de Itaobim deixa 7 mortos na BR-116

Sete pessoas morreram em uma tragédia envolvendo uma caminhonete uma carreta e um ônibus na BR-116, próximo a Governador Valadares, na madrugada desta segunda-feira (23). Seis pessoas morreram na hora e, segundo os bombeiros, 12 feridos foram atendidos no local. Um homem, que chegou a ser socorrido, morreu horas depois ao dar entrada no Hospital Municipal. Segundo a assessoria da unidade, cinco pessoas permanecem internadas, sendo uma mulher em estado grave.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a caminhonete seguia sentido Valadares, invadiu a contramão e bateu de frente com a carreta, que seguia em direção a Teófilo Otoni. Com o impacto, o motorista da carreta perdeu o controle da direção e bateu no ônibus que estava atrás da caminhonete. O trânsito no local ficou totalmente interditado por cerca de quatro horas e já foi liberado. O acidente foi por volta da meia-noite.

Seis pessoas que estavam no ônibus turismo morreram no local. Segundo a polícia, o veículo havia sido fretado para levar um grupo de pessoas de Itaobim, no Vale do Jequitinhonha, para Belo Horizonte. A PRF informou que entre as vítimas estão duas idosas, de 76 e 75 anos, um estudante de 20 anos e um policial reformado, de 63 anos. As outras duas pessoas que morreram no local ainda não foram identificadas. Um homem de 39 anos morreu depois de dar entrada no hospital. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Valadares.

Os veículos foram removidos para o pátio credenciado. A carreta transportava tubos metálicos e o material ficou espalhado fora da pista.

O G1 entrou em contato com a empresa de turismo responsável pelo ônibus, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso.

Durante toda a manhã, familiares buscam informações sobre os parentes no hospital de Valadares. Renato Vieira Cacique é sobrinho de uma idosa, de 75 anos, que morreu no acidente. “Ele estava indo para Belo Horizonte fazer tratamento médico com outros familiares, todo mês minha tia tinha costume de ir nessa mesma empresa e infelizmente aconteceu o acidente. A nora dela também estava no ônibus e ficou ferida”, diz. // G1

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Bacharel em direito, que agrediu a própria mãe morre após passar mal em presídio

Roberto havia sido condenado a 20 anos de prisão, pelos crimes de tortura qualificada, maus-tratos …