Página Inicial / Bahia / Ação truculenta da PM em Salvador tem até surra em grávida; assista ao vídeo

Ação truculenta da PM em Salvador tem até surra em grávida; assista ao vídeo

Uma abordagem iniciada por quatro policiais militares, no último domingo (3), causou a revolta de dezenas de pessoas no Centro Histórico de Salvador. Elas presenciaram uma tentativa desastrada e de condução de um jovem, flagrado com um cigarro de maconha, no Largo do Santo Antônio Além do Carmo.

A confusão por conta de um baseado terminou ainda com uma mulher, segundo as testemunhas, grávida, agredida por um dos PMs a tapas, socos e puxões de cabelo.

“Fazendo isso com um usuário de maconha. Vai atrás do traficante”, brada uma das testemunhas que tem áudio captado no vídeo. As reações contrárias à abordagem são diversas, conforme mostra um vídeo de 11 minutos gravado por uma turista alemã.

“Ridículo! Covardia!”, comenta outro rapaz, no momento em que os policiais tentam colocar o jovem dentro da viatura do 18º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Centro Histórico). “Chega! Chega! Chega!”, gritam em coro algumas pessoas, com a continuidade da abordagem truculenta.

“Se fosse um gringo você não estava fazendo isso”, comenta outra testemunha.

Diante da forma violenta como o jovem é abordado e revistado, mesmo em praça pública, durante os festejos da Trezena de Santo Antônio, as pessoas o aconselham a não entrar na viatura, já que fora dali o tratamento poderia ser ainda pior. O jovem, não identificado, resiste, e chega a perguntar se pode ser acompanhado até a delegacia por uma mulher que está por perto.

Mulher agredida

Sete minutos depois do início da gravação, quando o jovem está prestes a ser colocado à força nos fundos da viatura, os apelos da população para que ele não aceite ir com os policiais aumentam. “Não entre, não, que isso é covardia”, dizem algumas testemunhas, se dirigindo ao rapaz. Algumas sugerem que ele pode ser morto.

Isso irrita um dos policiais, que parte para cima de uma mulher, dando-lhe um tapa na cara, seguido de outras agressões como socos e puxões de cabelo. Assista a partir deste momento.

“Oxente, rapaz!”, brada um homem, incrédulo com a atitude do PM. Outras pessoas informam que a mulher é gestante, mas as agressões continuam e ela é puxada para perto da viatura também, pelos cabelos.

Na confusão, parte do uniforme do PM cai e a mulher é retirada do local por outras pessoas, que pedem calma aos policiais. Segue a revolta e incredulidade geral quando o rapaz suspeito de portar drogas volta a ser agredido por não querer ser conduzido.

“Imagina o que esses caras fazem quando não tem câmera”, comenta uma testemunha.

Segundo testemunhas, apesar da resistência, o jovem foi conduzido pelos PMs para uma UPA, e depois para a delegacia, de onde foi liberado uma hora depois.

Corregedoria apura

Em nota, o Departamento de Comunicação da Polícia Militar informou que está analisando as imagens para decidir o que fará daqui para frente.

“O vídeo foi encaminhado para a Corregedoria da PM para ser submetido à análise. A PMBA apura com rigor todo comportamento policial militar que fuja à técnica, pois casos isolados não podem comprometer o bom desempenho de toda a tropa”, afirma o comunicado. Os policiais envolvidos não tiveram os nomes divulgados.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Duas jovens são perseguidas e assassinadas a tiros em Itabuna: Vídeo mostra desespero de uma mãe

Um crime brutal ocorreu no fim da noite deste sábado (18), em Itabuna. Alguns tiros …