Página Inicial / Brasil / Horror: Jovem julgada como “Leva e trás” tem cabeça arrancada por membros de facção em MS

Horror: Jovem julgada como “Leva e trás” tem cabeça arrancada por membros de facção em MS

A jovem Lailla Cristiane Arruda, de 19 anos foi brutalmente assassinada na cidade de Sonora, extremo norte de Mato Grosso do Sul. Policiais encontraram o corpo da vítima na tarde de ontem (1°).

Segundo informações, Lailla seria natural de Rondonópolis (MT) e teria relação com facções criminosas do estado. A vítima já vinha sofrendo ameaças há algum tempo.

Ainda de acordo com informações, quatro homens foram presos e confessaram o envolvimento com o crime. Eles relataram aos policiais que na quinta-feira (31) teriam se encontrado com a jovem, que não sabia que seria morta.

Lailla entrou em um VW Gol e foi levada até um canavial próximo ao Rio Confusão, na zona rural da cidade e arrancada para fora do veículo. Eles obrigaram a vítima a ficar de joelhos e um deles, adolescente de 17 anos, golpeou o pescoço da vítima com extrema violência. A cabeça da mulher chegou a ser arrancada para fora do corpo.

A polícia chegou até os suspeitos na noite de ontem (1°) após testemunhas denunciarem que a jovem teria sido vista pela última vez na companhia de Rodrigo França, de 21 anos, Alexandro Silva dos Santos, de 24 anos e dois adolescentes de 15 e 17 anos.

Os acusados disseram que a vítima fazia “leva e traz” de informações entre facções criminosas rivais que atuam em MS e MT. O crime chocou a cidade, que abriga pouco mais de 15 mil habitantes, e foi classificado como “julgamento no tribunal do crime”. // Dourados News

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Assessor de Marketing do Brega Light morre vítima de infarto em Ibicuí

O jornalista Bruno Oliveira morreu na madrugada desta sexta-feira (22), em Ibicuí, vítima de um …