Página Inicial / Brasil / Mãe joga filha recém-nascida do 6º andar em lixeira e avisa o pai por WhatsApp: ‘Se livra disso’

Mãe joga filha recém-nascida do 6º andar em lixeira e avisa o pai por WhatsApp: ‘Se livra disso’

Compartilhe em sua Rede Social

Na manhã de quinta-feira (28), uma menina recém-nascida foi encontrada morta após ser jogada em uma lixeira do 6º andar, em Santos, no litoral de São Paulo.

A mãe suspeita do crime trocou mensagens de texto momentos antes com o pai do bebê. Segundo a polícia, ela teria demonstrado insatisfação com a filha e dito não querer ‘mais uma boca para comer’. Ela está presa preventivamente pelo crime de homicídio qualificado.

O corpo foi localizado por um catador de latinhas que revirava o lixo, no bairro Gonzaga. Segundo a Polícia Civil, conversas mantidas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp dão conta de que, antes do crime, a mãe da criança deu a entender que não a queria por motivos financeiros.

“Havia uma conversa na qual ela dizia que eles ‘não tinham condições de criar mais uma boca’. Ele chegou a sugerir que ela fosse embora para Ribeirão Preto. Depois, diz ‘você matou minha filha’, seguido de ‘se livra disso’”, afirmou o delegado responsável pelo caso, Renato Mazagão Júnior.

A polícia, a princípio não trabalham com a hipótese do pai ter participado do crime. Ele teria apenas auxiliado na fuga da ex-companheira, pedindo um veículo por aplicativo para transportá-la, junto com a filha de três anos, para Praia Grande, no litoral paulista, onde também tem um imóvel.

A mãe foi presa preventivamente pelo crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Já o pai chegou a ser preso, mas já foi liberado, decisão que foi acompanhada pelo Ministério Público. Ele foi indiciado por favorecimento pessoal.

Asfixia mecânica

Laudos do Instituto Médico Legal (IML) confirmaram que a causa da morte da recém-nascida foi traumatismo craniano, ocorrido após ela ter sido jogada pelo fosso de lixo do prédio em que o casal mora, até cair em um contêiner. Antes, porém, foi vítima de asfixia mecânica. Havia perfurações no pescoço da criança e, no imóvel, foi achada uma lixa metálica, pontiaguda. // Informações: G1

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Mulher morre eletrocutada após estender roupa atrás de geladeira no sul da Bahia

Compartilhe em sua Rede Social  Uma mulher de 25 anos morreu na manhã da última quinta-feira …