Página Inicial / Bahia / Mistério na morte de casal na BR-101: perícia suspeita de assassinato seguido de suicídio

Mistério na morte de casal na BR-101: perícia suspeita de assassinato seguido de suicídio

 

Dois corpos, duas famílias dilaceradas pela dor de um crime brutal, cercado de mistérios. Scarlet Santos Sales tinha apenas 18 anos e Gilclebson Santos Pereira, 25. O jovem casal vivia juntos há alguns meses. Primeiro, os dois moraram na casa dos pais dela, no bairro Urbis IV, em Itabuna. Depois, se mudaram para Coaraci, onde reside a família dele.

Quem os conhecia afirma que o relacionamento dos dois eram saudável e que o rapaz sempre a tratava com carinho e dedicação. Só que, na manhã deste domingo (17), uma tragédia abalou os familiares e amigos de Scarlet e Gil, como era mais conhecido. O casal foi encontrado morto dentro do carro, na BR-101, próximo ao viaduto que dá acesso ao Hospital de Base, em Itabuna.

As vítimas apresentavam ferimentos de tiros na cabeça. Um disparo em cada um. No som do automóvel, tocava uma música de Deivinho Novaes, que embalou os últimos momentos de vida dos jovens. Os corpos foram achados por policiais militares, que tinham ido tomar café no posto Flecha e na volta encontrou o veículo parado no acostamento por volta das 7h.

Os soldados estranharam e desceram para verificar o que estava acontecendo. Viram o casal ferido e ligaram para o Samu, que constatou o óbito.

O Departamento de Polícia Técnica foi acionado e equipes estivera no local, autorizando que o carro com o casal dentro fosse levado pelo guincho para o DPT, onde foram realizados os primeiros procedimentos da perícia.

Até o momento, uma das suspeitas é de que tenha ocorrido um homicídio seguido de suicídio. Inicialmente, cogitou-se a possibilidade de o homem ter atirado na esposa e depois se matado. No entanto, um dos peritos disse não ter encontrado vestígios de pólvora nas mãos de Gil e sim nãos mãos da garota.

Foi questionado, então, para os familiares de Scarlet se ela era canhota, por causa da posição do tiro na cabeça do rapaz. Mas a moça, segundo os parentes, era destra. Para completar o leque de enigmas, a arma do crime está desaparecida. E aí o mistério só aumenta, assim como o desespero das famílias, que querem entender o que realmente aconteceu.

Gilclebson morou em São Paulo e retornou para a Bahia há pouco tempo. Estava fazendo um curso para segurança. Um caderno de anotações referente a esse curso, inclusive, foi encontrado dentro do veículo Gol, com placa EGF-2792, licenciada em São Paulo.

Já Scarlet, era filha caçula, o xodó dos pais, que estão inconsoláveis. Amigos a descrevem como uma menina doce e que espalhava alegria por onde passava. // Verdinho Itabuna

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Mulher se distrai com celular e morre atropelada por trem em SP

Uma mulher identificada como Lourdes Rosário Ramos morreu ao ser atropelada por um trem, na …