Início Brasil Programa “Brasil Sorridente”: Atrapalhadas da prefeitura e Ministério da Saúde deixa 1.200 pacientes sem dentes

Programa “Brasil Sorridente”: Atrapalhadas da prefeitura e Ministério da Saúde deixa 1.200 pacientes sem dentes

Por Reginaldo Spínola

Pacientes que implantaram pinos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Hidrolândia, no centro de Goiás, aguardam há mais de seis meses a chegada das próteses dos dentes. A TV Anhanguera apurou que são cerca de 1,2 mil pessoas que esperam mais de 5 mil dentes.

A prefeitura de Hidrolândia afirmou, à TV Anhanguera, que os procedimentos são parte do programa Brasil Sorridente e o município aguarda a verba necessária para normalizar a situação. “Em janeiro foi cortado o repasse do Governo Federal para a gente fazer esses implantes”, explicou a secretária municipal da pasta, Rosenilda Rodrigues Machado.

Ainda de acordo com informações repassadas pela administração à reportagem, a SMS não tinha conhecimento de que faltava algum documento até maio deste ano e que todos os dados solicitados foram enviados ao Ministério no último mês de junho.

O Ministério da Saúde informou que está “priorizando” a análise da documentação enviada pela Prefeitura para repassar a verba.

Conforme nota do Ministério, as informações só foram enviadas em junho deste ano, por isso não haviam enviado a verba do programa Brasil Sorridente. “Embora os procedimentos tenham sido realizados a partir de agosto de 2017, somente a partir de junho deste ano que a gestão local enviou todas as informações necessárias para o custeio deste serviço”, disse. // Informações: G1

Related Articles