Página Inicial / Educação / Professores de Vitória da Conquista entram em greve e 43 mil estudantes ficam sem aulas

Professores de Vitória da Conquista entram em greve e 43 mil estudantes ficam sem aulas

Compartilhe em sua Rede Social

Os professores da rede municipal de educação de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, entraram em greve por tempo indeterminado na manhã deste sábado (21), dia letivo na cidade.

A rede possui 184 escolas e 28 creches, na zona rural e urbana. Cerca de 43 mil alunos devem ficar sem aulas.

De acordo com o Sindicato do Magistério Municipal Público (Simmp), as principais reivindicações dos professores são a reformulação do plano de carreira, um reajuste salarial de 6,81% e a criação de um plano de carreira para os monitores escolares.

Durante a manhã, um grupo de professores realizou uma manifestação pacífica em frente a Ceasa de Vitória da Conquista. Vestidos com roupas pretas, os docentes usaram placas e cartazes no protesto.

A categoria decidiu pela greve durante assembleia realizada na última quarta-feira (18). A rede tem cerca de 2 mil professores.

Em nota, a Prefeitura de Vitória da Conquista informou que durante toda negociação promoveu o diálogo constante com o sindicato da categoria, sem sucesso.

Ainda segundo o comunicado, a prefeitura informou que, para não descumprir a lei de responsabilidade fiscal, ofereceu reajuste salarial de 2,76% e 5% de ajuste no auxílio alimentação, retroativo a maio, durante os encontros com os professores.

A nota diz ainda que os docentes tiveram uma reposição salarial de 32,5% referente ao acumulado pela inflação entre os anos de 2015 a 2017. // G1

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Grávida é amarrada a tronco, enforcada e tem bebê arrancado da barriga

Compartilhe em sua Rede Social  Irmão disse que casal suspeito do crime pode ter cortado …