Página Inicial / Curiosidades / Prefeito vai gastar até R$ 20 mil por mês com a Seleção de Itambé no Intermunicipal

Prefeito vai gastar até R$ 20 mil por mês com a Seleção de Itambé no Intermunicipal

As finanças no município de Itambé parece estar indo muito bem. É o que mostra algumas ações do Governo Novo Tempo, Nova História. Exemplo disso é o Projeto de Lei N° 374/2018, aprovado pela Câmara Municipal, que autoriza o prefeito a celebrar convênio com a Liga Amadorista de Futebol de Itambé, para arcar com as despesas com a Seleção de Itambé no Campeonato Intermunicipal 2018.

Segundo o Art. 3º da Lei, fica estabelecido, conforme dotação orçamentária de 2018, o valor mensal de até R$ 20 mil mensal a ser repassado à Liga Amadorista de Futebol, tendo a entidade obrigação de prestar contas do repasse.

O valor é bastante considerável e mostra o quanto o município investe nessa modalidade (Futebol).

Na contramão desta fartura de prestígio financeiro, está alguns projetos sociais de assistência à crianças carentes, que fecharam as portas por falta de investimentos da prefeitura. Entre os projetos fechados estão as escolinhas de futebol para crianças e o projeto AABB Comunidade, que atendia cerca de 200 crianças em outros tempos.

Recentemente um fato triste comoveu a cidade ao ser anunciado em uma sessão da Câmara Municipal em 7 de junho de 2018.

Nilson Ferreira Santos, popularmente conhecido na cidade como “Cuíca” usou a tribuna da Casa Legislativa para lamentavelmente anunciar o fechamento da Escolinha Itese, que há 19 anos atendia crianças carentes e adolescentes, por falta de incentivo do poder administrativo municipal. A escola segue fechada até hoje. Outras escolinhas já foram extintas no município, seguindo o mesmo destino.

Essas escolinhas se tornaram referências em revelar bons jogadores, com grandes possibilidades serem destaques em grandes clubes brasileiros e internacionais, a exemplo do itambeense Filipe Augusto, que se tornou jogador profissional do Clube Valencia da Espanha e Glécio Rodrigues Leite, que depois de passar por uma escolinha em Itambé, se tornou jogador do clube Paulista Mogi Mirim e em 2016 assinou contrato com o clube Anderlecht, da Bélgica, buscando a chance de transferência definitiva para o futebol europeu.

Para repassar recurso à Liga Amadorista, a prefeitura não tinha meios legais. Para isso o prefeito criou o Projeto de Lei N° 374/2018, legalizando o repasse de até R$ 20 mil mensal à entidade esportiva. Essa boa vontade e determinação em investir no esporte, poderia ser aplicado também com as escolinhas de futebol infantil, haja vista que a Escolinha Itese tem CNPJ próprio.

Só falta a vontade!!!

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Clube da Fraternidade de Itambé promove campanha em defesa da vida e contra o aborto

Na última quinta-feira (16), o Clube da Fraternidade, instituição ligada à Loja Maçônica Deus, Caridade …