Página Inicial / Brasil / Com ferimentos, menino diz à PM que pai queimou a cabeça dele com ferro quente

Com ferimentos, menino diz à PM que pai queimou a cabeça dele com ferro quente

Compartilhe em sua Rede Social

Um menino de 4 anos foi encontrado com ferimentos na cabeça e no rosto, dentro do carro do pai e da madrasta, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Militar, a criança contou que o pai tinha queimado a cabeça dele com um ferro quente. O casal nega ter maltratado o garoto.

Os policiais abordaram o carro do casal na noite de sexta-feira (11), no Setor Lagoa dos Santos, após uma denúncia anônima.

Segundo a PM, o pai e a madrasta disseram que os ferimentos no rosto do menino aconteceram após ele cair da cama, há quatro dias. Já o machucado na cabeça, que seria uma queimadura, foi decorrente de outra queda. Desta vez, segundo o casal, ele caiu da cama e bateu a cabeça em brinquedos.

Além da agressão, o menino disse aos policiais que comia apenas biscoitos. Ao consultar o sistema da corporação, a equipe da PM levantou que já havia registros contra o pai do garoto por maus tratos contra o garoto.

Investigação

O casal foi levado ao 1º Distrito Policial de Formosa, onde o delegado Amauri Araújo registrou uma ocorrência. Conforme a PM, o pai e a madrasta do menino prestaram depoimento e foram liberados pelo investigador porque os ferimentos são antigos e não cabia flagrante.

“De qualquer forma, negligência houve. Eles são investigados, a princípio, por lesão corporal, podendo ser enquadrado em tortura”, afirmou o delegado.

O procedimento será enviado, na segunda-feira (14), à Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), que será responsável por dar continuidade às investigações.

Menino internado

Os policiais chamaram o Conselho Tutelar para que ficasse com o garoto. De acordo com o conselheiro Aelson Vieira de Araújo, o menino passou por exames no Instituto Médico Legal e está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Formosa.

“Ele está com essa suposta queimadura na cabeça e na bochecha. Está bem feio o ferimento. Ele também está com o olho esquerdo roxo e desidratado”, disse o conselheiro.

Conforme Aelson, o menino morava desde julho de 2018 com o pai. Devido à situação do garoto, ele acionou a mãe e os avós maternos da criança, que moram em Montes Claros, Minas Gerais. A família já está a caminho de Formosa.

“Eles estão vindo para Formosa. Já acionei o conselho de Montes Claros para fazer para visita na residência deles e, caso tenham condições de receber, vou passar um Termo de Entrega Sob Responsabilidade para que eles fiquem com o menino após ele ser liberado pelos médicos.

G1

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Dois jovens morrem após motocicleta bater em árvore em Oliveira dos Brejinhos

Compartilhe em sua Rede Social  A morte de dois jovens chocou os moradores do povoado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.