Página Inicial / Brasil / Mulher morre após procedimento feito por travestis para preencher os glúteos 

Mulher morre após procedimento feito por travestis para preencher os glúteos 

Compartilhe em sua Rede Social

 

Uma mulher de 25 anos morreu na noite de ontem após passar por um procedimento estético clandestino para aumentar o volume dos glúteos. O caso ocorreu na casa dela em Lorena, no interior de São Paulo e foi registrado como homicídio.

Segundo o boletim de ocorrência, a atendente de lanchonete Dayane Rodrigues da Silva fez o procedimento por volta de 12h30 de ontem e, em seguida, queixou-se de dores e começou a passar mal.

A esposa de Dayane, Alana Carla Prudente Braga, 23, contou ao UOL que o procedimento foi feito por duas travestis, identificadas por ela como “bombadeiras”. Segundo Alana, ambas foram embora da casa quando perceberam que a mulher sentia dor.

A vítima foi socorrida e levada à Santa Casa de Lorena, mas sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. A polícia foi chamada pelos próprios funcionários do hospital, quando perceberam indícios de uma cirurgia clandestina.

Ela deixa três filhos pequenos.

O corpo da vítima passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) para averiguar as causas da morte. A polícia suspeita que tenha sido utilizado silicone industrial para o procedimento, mas o material ainda não foi confirmado.

Na tarde de hoje, as suspeitas de terem aplicado o produto foram detidas na cidade vizinha de Jacareí. Elas vão prestar depoimento.

UOL

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

VÍDEO: Perseguição termina com acidente e apreensão de quase duas toneladas de maconha em Jequié

Compartilhe em sua Rede Social A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na noite desta sexta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.