Início Bahia Empregada doméstica, grávida, é morta a facadas por neto da patroa em Salvador

Empregada doméstica, grávida, é morta a facadas por neto da patroa em Salvador

Por Reginaldo Spínola

A empregada doméstica Jéssica Santiago dos Santos, 29 anos, foi assassinada a facadas na casa onde trabalhava no Vale do Canela, na madrugada deste domingo (16). Ela estaria grávida de seis meses e teria sido atacada quando segurava seu outro filho de colo, segundo moradores. Eles relataram ainda que vítima teria sido estuprada antes dos golpes.

Apontado por parentes como o autor do crime, o neto da proprietária do imóvel, Denilson Israel dos Santos Santana, 29, foi agredido por populares após o crime e está internado no Hospital Geral do Estado do Estado (HGE).  Um outro homem, que foi visto entrando no imóvel junto com Denilson, teria envolvimento no crime. No entanto, ele não foi localizado.

Era por volta da 1h deste domingo (16) quando Denilson e o outro rapaz pararam defronte à casa da avó dele, situada em frente ao viaduto Gabriela – que faz a ligação entre o Vale do Canela e o Campo Grande. Segundo moradores, Denilson e o rapaz eram usuários de droga e tinham deixado um centro de reabilitação para curtir o Carnaval.

Pouco depois das 4h, Jéssica abriu a porta para Denilson e o outro rapaz, pois já havia sido orientada pelo pai de Denilson a deixá-los entrar. Logo em seguida, foi atacada em circunstâncias ainda não esclarecidas. “Ninguém sabe o que o fez fazer isso com ela. Estamos procurando o por quê”, disse o vizinho.

Crime ocorreu no segundo andar do imóvel onde Jéssica trabalhava

Segundo ele, Jessica saiu da casa ensanguentada com o filho no colo e chegou a contar que havia sido esfaqueada. “Ela tinha cortes no rosto, pescoço, peito e na barriga. Com certeza o bebê dela morreu também, porque tinha mais de uma perfuração na barriga”, contou uma vizinha.

Ainda de acordo com ela, a empregada doméstica teria sido estuprada.

“Ela estava semi nua, com os seios à mostra por conta da roupa rasgada”, disse. A fonte revelou que doméstica já tinha sido ameaçada pelo criminoso anteriormente. “Em dezembro do ano passado, ele disse que iria matá-la. Vivia dizendo que ia acabar com ela e com um rapaz que trabalha como motorista para avó dele”, contou.

Logo depois Denilson saiu do imóvel e foi atacado pelos moradores. Uma viatura da Polícia Militar passou na hora da confusão pelo local e os policiais perceberam o tumulto e conseguiram impedir o linchamento.

Segundo policiais que atenderam a ocorrência, Denilson confessou o crime alegando que Jessica haveria passado informações sobre a vida dele a um grupo rival da Gamboa.

Jéssica trabalhava no imóvel há alguns anos e dormia no local. Segundo vizinhos, ela era muito querida pela avó de Denilson. “A idosa tinha também um carinho especial porque ela estava grávida do segundo filho”, contou um vizinho.

Em nota, a Polícia Civil informou que a 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS) autuou em flagrante, por crime de feminicídio, o suspeito. “O investigado, preso por policiais militares, após ser agredido por populares, confessou o crime. A polícia apura a informação da tentativa de estupro contra a mulher, como motivo do crime”, informa a nota. A polícia informou ainda que o homem tem passagem por roubo e já cumpriu um ano e dois meses no Complexo Prisional da Mata Escura.

Correio

Related Articles

Deixe um comentário