Início Noticias KAL FACÃO VOLTA AMEAÇAR MORADORES DE CATOLEZINHO E É NOVAMENTE PRESO PELA GUARDA MUNICIPAL

KAL FACÃO VOLTA AMEAÇAR MORADORES DE CATOLEZINHO E É NOVAMENTE PRESO PELA GUARDA MUNICIPAL

Por Reginaldo Spínola
As 18:15h do dia 30 de março de 2013, a Guarnição composta
pelo Chefe da Guarda Municipal de Catolezinho, o GCM Alan Freitas e o
Plantonista do dia GCM Edvaldo Paiva
, receberam uma denuncia de que Claudionor
Ferreira
, o “KAL FACÃO” teria retornado a Cassilândia e estaria em um bar,
novamente com uma faca, prometendo se vingar das pessoas que o denunciaram na
quinta-feira (28), data em que foi preso por ameaçar moradores do Distrito.
 O fato foi informado
ao Comandante da Guarda Civil Municipal de Itambé, Renildo Silva, que
imediatamente enviou a viatura com os GCM’s Osvaldino Santos e José Eduardo
para realizarem abordagem ao acusado. 
Percebendo a presença da viatura no Distrito o acusado se deslocou
rapidamente ate a residência de sua sogra se desfazendo da faca, permanecendo
na porta até a chegada dos Guardas Municipais. O individuo foi abordado e
conduzido novamente ao Posto Policial de Catolezinho onde após uma conversa
gravada com GCM Alan Freitas, admitiu ser viciado em Crack. O mesmo, no
entanto, apresentava sinais de embriagues alcoólica e foi novamente conduzido à
Delegacia de Policia de Itambé ficando a disposição do Delegado.
Segundo informações, Dr. Darci Cardoso (delegado), justificou
a liberação do acusado, 01 dia após sua prisão alegando que o mesmo não tinha
sido preso em “flagrante”. As três vítimas afirmam ter ido a Delegacia de
Policia de Itambé para representar contra o acusado no dia (28), data de sua
prisão, e alegaram que não conseguiram falar com o delegado.

Informações: Comando da Guarda civil de Catolezinho

Itambeagora@gmail.com

3 Comentários

Anônimo 1 de abril de 2013 - 01:29

A indignação em ler fatos como esses, não vêm de uma atitude em si, cometida por um viciado em drogas. Mas sim, em saber que tudo isso poderia ter sido evitado se o nosso Distrito tivesse evoluído juntamente com o mundo. E não é desculpa dizer que não teve como, por que o mínimo que o Poder Público poderia ter feito por nós, “é Direito de todo Cidadão”. Educação, Saúde e “Segurança”… Por exemplo: Se Vereadores eleitos por Cassilândia quisessem fazer cumprir esses direitos, 04 anos seriam mais do que o bastante. Estamos no século XXI, era da tecnologia e ainda não temos telefonia móvel… Temos cerca de cinco mil habitantes e não possuímos água potável… Como não cobrar que a Policia Militar e a Policia Civil se instalem em nosso Distrito se a Constituição Brasileira nos dá esse direito?
CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988.
CAPÍTULOIII
DA SEGURANÇA PÚBLICA

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

I – polícia federal;
II – polícia rodoviária federal;
III – polícia ferroviária federal;
IV – polícias civis;
V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.

Sabemos que isso tudo será resolvido quando emanciparmos Cassilândia, ficarmos independentes, virarmos CIDADE… Assim teremos nossa prefeitura, câmara de vereadores, nossa delegacia de Polícia com Delegado pra reprimir o tráfico de drogas e todos os direitos pertinentes a um Cidadão. Mas e até lá, ficaremos a margem da Sociedade? Será que até lá as drogas e a marginalidade não terá consumido nossos jovens e crianças? Cassilândia merece respeito, é um Distrito pacato, terra de gente boa e trabalhadora. Gente que também têm direitos e que começam a reivindicá-los.

Anônimo 31 de março de 2013 - 22:32

Mais isso não é novidade na delegacia não. A Polícia Militar prende e o delegado sempre solta. Só esta ficando preso os que Paulo Ruccas prende( porque ele joga duro).

Anônimo 31 de março de 2013 - 22:22

É brincadeira! Esse delegado…só Deus na causa.

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade