Início Noticias COMUNIDADE COMEMORA O DIA DE SANTA LUZIA

COMUNIDADE COMEMORA O DIA DE SANTA LUZIA

Por Reginaldo Spínola
Na noite de ontem (13), fiéis comemoraram na Comunidade Santa
Luzia o dia da protetora dos olhos e da visão com muita fé e devoção na missa
ao ar livre celebrada pelo Pároco da cidade, Padre Juracy Marden.

As previsões de chuvas não desanimaram os membros e
organizadores da festa que acolheram fiéis católicos, na Rua Gercino Coelho, acomodados
em frente à Comunidade onde um belo altar foi montado para que o padre
celebrasse a missa em homenagem à Santa Luzia.
Segundo o Coordenador da Comunidade, Cosme Miranda, é com
muita alegria que a Comunidade há 47 anos acolhe os fiéis para comemorar o dia
da Protetora dos Olhos  e tem esperança de
uma grande festa para comemorar os 50 anos da Comunidade Santa Luzia. Cosme Miranda
divide com os companheiros; Linda Selva, Gilberto Alves e Vanderlucia
Carinhanha.

Após o padre declarar encerrada a missa, todos foram abençoados
com uma forte chuva mandada por Deus. Veja mais fotos.

História da Santa Luzia:
Santa Luzia pertencia a uma rica família de Siracusa, na
Itália, tendo recebido ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um
voto de viver virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe
a queria casada com um jovem de distinta família, porém pagão. Nessa ocasião,
sua mãe adoece gravemente e Luzia, que era devota de Santa Águeda, leva sua mãe
à tumba da santa. Milagrosamente, sua mãe recupera a saúde e acaba concordando
que a filha seguisse a vida que escolhera, consentindo também, que distribuísse
seu rico dote entre os pobres.
O noivo rejeitado vingou-se, entregando Luzia como cristã ao
Pro-Cônsul. Este ameaçou Luzia em colocá-la no prostíbulo e sua resposta foi:
“O corpo se contamina se a alma consente”. Assim sendo, dezenas de soldados
tentaram carregá-la, mas o corpo de Luzia pesava muito, nada conseguindo.
Contam que enquanto estava presa, arrancaram-lhe os olhos, mas no dia seguinte
estavam novamente perfeitos. Por este milagre é que ela é venerada como
protetora dos olhos.

Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício aos deuses e
nem quebrar o seu santo voto, foi decapitada em 303, para assim testemunhar com
a vida – ou morte – o que disse: “Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele
prometi amor e fidelidade”.

Itambeagora@gmail.com

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade