Início Noticias DECISÃO DO STJD PODE DAR ESPERANÇA AO VASCO DE SE MANTER NA 1ª DIVISÃO

DECISÃO DO STJD PODE DAR ESPERANÇA AO VASCO DE SE MANTER NA 1ª DIVISÃO

Por Reginaldo Spínola
O Vasco voltou na sonhar com
a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. O presidente do Superior
Tribunal de Justiça Desportiva, Flávio Zveiter, encaminhou para o Pleno do
órgão a decisão sobre julgar ou não o pedido do Vasco de impugnação da partida
contra o Atlético-PR, disputada na última rodada da competição, no último dia
8. O clube carioca argumenta que a paralisação, devido à briga entre
torcedores, superou 60 minutos e infringiu, assim, o regulamento do
Brasileirão.
Com isso, ainda é possível
que o Vasco obtenha os pontos do confronto, salvando-se, então, do consumado
rebaixamento à Série B.
CARTA NA MANGA NO SUPREMO:

O clube carioca segue na
esperança de reverter o resultado da partida na Arena Joinville. Reuniões têm
sido realizadas quase todos os dias sobre o caso, e a diretoria ainda guardava
uma carta na manga para o caso de uma nova derrota no STJD: dois ministros do
Supremo Tribunal Federal, esfera jurídica de maior instância no país, preparam
um parecer favorável ao Vasco sobre o caso. Ayres Britto e Sepúlveda Pertence
defendem que o clube deveria, no mínimo, ter direito a julgamento. Eles também
devem analisar as condições de segurança da partida, o regulamento da
competição e o reinício do jogo após as brigas na arquibancada. O peso da
opinião dos ministros do STF poderia influenciar na análise do caso pelo
presidente do STJD e pelos auditores do tribunal, acredita o Vasco.
Envolvido no caso, o
Atlético-PR deve pedir nos próximos dias a improcedência do novo pedido
vascaíno. Ou seja, o Furacão quer a manutenção da decisão de Zveiter, que
rejeitou o recurso do Vasco. Para os cariocas, a responsabilidade pela
segurança da partida era do Atlético-PR, o mandante do jogo, como diz o
regulamento da competição da CBF. O clube alega que o árbitro Ricardo Marques
descumpriu o regulamento da CBF ao permitir que o jogo fosse reiniciado 73
minutos depois da paralisação, mesmo quando o prazo máximo seria de 60 minutos.

Globo.com

Itambeagora@gmail.com

1 Comentário

Anônimo 21 de dezembro de 2013 - 14:57

O Vasco já foi muito prejudicado!

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade