Início Noticias APLB e professores realizam manifestação em Catolezinho, mesmo com acordo firmado com a prefeitura

APLB e professores realizam manifestação em Catolezinho, mesmo com acordo firmado com a prefeitura

Por Reginaldo Spínola
21 Comentários
Na manhã desta quinta-feira (15), a APLB – Sindicato e
professores, realizaram mais uma manifestação exigindo o pagamento de
pendências retroativa ao ano de 2013. Desta vez o movimento foi concentrado em
Catolezinho.
De acordo com o Diretor do Sindicato, Lucas de Oliveira, o
movimento aguarda o cumprimento do acordo firmado entre as partes, onde ficou
definido que até a próxima terça-feira (20), o retroativo de 2013 seria pago.
Ainda de acordo com Lucas, o setor financeiro da prefeitura estuda a
possibilidade de antecipar o pagamento para hoje (16). Lucas afirmou também,
que a categoria vai aguardar 60 dias, pedido pela administração para efetuar o
reordenamento da Secretaria de Educação, e estudo do impacto do aumento das
despesas, com o acréscimo do aumento salarial de 2014. O diretor afirmou ainda,
que a manifestação em Catolezinho aconteceu por já estar na programação
definida em assembleia.

O secretário de Administração, Gerdal Santos Silva, achou
desnecessária a manifestação em Catolezinho, ressaltando que há um acordo a ser
cumprido pela prefeitura até o dia 20.
Com greve deflagrada no dia 15 de abril, completa um mês que
os quase 5 mil alunos da Rede Municipal não frequentam as escolas. Segundo informações,
pais de alunos já se mobilizam para acionar a promotoria. Muitos pais já
consideram comprometido o aprendizado dos alunos neste primeiro semestre, e que
de acordo com o calendário vigente, se encerra no dia 20 de junho.
Enquanto para muitos a greve, seguidas de manifestações por
seus direitos são considerados “UM SHOW”, os alunos seguem prejudicados,
desanimados e com a certeza de que quermesses e trabalhos escolares
substituirão o verdadeiro aprendizado perdido durante a greve.

Fotos: Facebook- APLB


Itambeagora@gmail.com
21 Comentários
0

21 Comentários

Anônimo 18 de maio de 2014 - 14:12

Meu deus!!!!que briga terrivel!o municipio ta umdescaso generalizado.

Anônimo 18 de maio de 2014 - 01:17

Na epoca de Moacir Lucas ficava la na zona rural e hoje fica ganhando 4.700 pra ficar la no sindicato com 6 pessoas so armando contra o Municipio acorda Ivanzão.

Anônimo 19 de maio de 2014 - 01:55

Bem feito para Ivan por que os que lutarão para sua eleição ele deu as costa,e abraçou os contras.

Anônimo 17 de maio de 2014 - 03:42

Este recado é para você Alecc iene;quando uma pessoa se compromete a liderar uma entidade os caminhos a seguir são aqueles que esta entidade não perca o foco,pois um sindicato por se só já é um orgão de credibilidade,mas quando as pessoas usam mal este orgão,as pessoas passam a dasacreditar,,eua APLB,já esta sendo vista como uma instituição politica e isso para uma cidade pequena como a nossa ,e falencia total. Portanto tanto você como Lucas reveja os seus conceito de liderança,para não se afundar de vez.

Anônimo 19 de maio de 2014 - 01:51

É uma vergonha, em época de ta terminando a primeira unidade os alunos não ti-verão um mês de aula.

Anônimo 17 de maio de 2014 - 00:26

Baba Ovo esse dono do Blog.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 23:55

O que eu acho tedioso como você diz,eo fato de un sindicato que se diz serio ,se corromper para a politica,prejudicando varios alunos,e eu digo que vocês deram sorte,porque nós ja iamos fazer a manifestação dos pais,porque todos nós de itambé já estavamos achando essa greve uma palhaçada.e voces que se dizem preocupadoscom a educação de itambe deveriam tomar vergonha na cara

Anônimo 18 de maio de 2014 - 18:33

O sindicato é serio meu caro,apenas esta lutando pelos direitos dos profissionais da educação,direto esse que o prefeito que vc esta defendendo,insiste em não cumprir.procure se informar direto sobre o assunto ai sim vc verá quem esta com a razão.

Anônimo 19 de maio de 2014 - 01:46

com certeza e saibam que os professores se já não tinha apoio de alguns pais, agora pior será.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 23:45

Na verdade a maioria do frequentadores da grave não estão preocupados com os alunos, pois os seus filhos, na maioria, estudam em escolas particulares.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 22:49

Vergonha é os profissionais ficar sei recebe,bagunça é o que o prefeito esta fazendo isso sim é bagunça.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 22:33

O mês de junho já estar se aproximando, com isso vem as festas e a copa.Como fica a educação escolar dos nossos filhos.
É justo que eles estude as Sábados ou em período festivos para cumprir o ano letivo já que faltaram com responsabilidade para com eles.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 22:10

Com certeza!!!. O que podemos perceber com essa greve é que os professores poderiam sim, fazer os protestos até mesmo com ajuda dos pais e alunos mas sem prejudica-los. Ficou claro para todos os pais que o que importa não é o melhor para os estudantes e sim para o bolso, sou mãe e sempre apoiei os educadores porque sei que merecem respeito! Porem assim como muitos pais, estou decepcionada com a falta de responsabilidade, carinho e amor que demonstraram pelos estudantes.E não venha mim dizer que os nossos filhos não foram prejudicados, por que sendo assim nós nos perguntamos-se realmente merecem serem chamados PROFESSORES.

Anônimo 17 de maio de 2014 - 10:23

Muito bem, observe que dos PROFISSIONAIS da educação que ai reivindicam seus direitos, 80% deles tem seus filhos estudando nas escolas do estado ou na escola particular. Nós pais de alunos não vamos privar nossos filhos do descanso aos sábados pra repor aulas. Queremos aulas nos dias normais, mesmo que as aulas chegue a janeiro de 2015. Agente não pode nem identificar para que minha filha não seja alvo de perseguição.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 21:14

É tendencioso esse site,sempre a favor do prefeito. Fale a verdade!!! imparcialidade aqui passa longe.

Anônimo 17 de maio de 2014 - 01:20

como agente apega a palavras bonitas não é anonimo essa fala é de Maurício zoião na epoca que mamava. seja criativo.

anÔnimo 16 de maio de 2014 - 21:11

Vergonha e voce dizer tal coisa,que pena que voce pensa assim colega da onca.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 20:44

Será que o direito de greve é crime e a corrupção é permitida. Os pais têm total direito de cobrar o cumprimento dos dias letivos. E os profissionais da educação têm todo direito de cobrar da administração melhorias , que afinal foi promessa de governo do atual gestor.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 18:54

Os nossos filhos que ate hoje nao tiveram um mes de aula desde que abriu,sao os unicos prejudicados.so espero que nao venham com trabalhozinhos e atividadezinhas que o aluno nao consegue aprender nada para os meus filhos para fechar calendario,porque nos pais tambem estamos cansados de tanta bagunça,isso nao é democracia e sim politicagem,me poupe nao mistura as coisas, por favor que nos nao somos idiotas.

Anônimo 16 de maio de 2014 - 18:07

E a política continua sustentada pela greve. que vergonha!!!!!!!

Anônimo 16 de maio de 2014 - 16:02

Não vejo como desnecessário, porque o distrito também precisava ser informado dos motivos que a greve começou e porque estava até esse momento, em Itambé as manifestações estavam acontecendo constantemente, e também a Rádio Luz contribuiu com a informação para a comunidade, então o distrito também precisa ter uma caminhada pacífica, com informações, mas parece que qualquer coisa que se faça é desnecessário. Quero saber o que é necessário para se fazer. Será que aceitar tudo e dizer amém. Fico triste com essas colocações. Será que a informação não pode chegar até os munícipes. Faça me o favor. Devemos pedir a Deus que ajude que acabe tudo isso, pois quero que meus filhos volte logo para escola. Aplb e Administração cheguem logo a um acordo por favor.

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade