Início Noticias Vaqueiro é assassinado, esposa esfaqueada e filhos estão desaparecidos; patrão é o suspeito

Vaqueiro é assassinado, esposa esfaqueada e filhos estão desaparecidos; patrão é o suspeito

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário
O crime aconteceu na tarde desta
terça-feira (29), na comunidade do Oiteiro, região rural do município de
Alcobaça e não em Prado, como havia sido informado anteriormente, onde após uma
discussão sobre direitos trabalhistas, o vaqueiro Alexandro Neves de Souza,
acabou morto pelo dono da Fazenda Ribeirão, onde o mesmo trabalhava. O vaqueiro
foi morto a tiros e a esposa dele, Erineuza Costa Chaves, também acabou sendo
alvejada no rosto, e golpeada várias vezes com uma faca do tipo peixeira.

O vaqueiro foi encontrado morto
na região do Guaratiba. De acordo com as informações da policia o acusado do
crime, Jucélio Lima, mais conhecido como ‘Célio do Leite’, teria tentado
degolar a mulher.
Essa versão foi confirmada pela
vítima. “Ele tentou cortar meu pescoço, mas a faca não estava afiada”, afirmou.
A mulher disse que fingiu-se de morta, quando ela, o marido morto e dois filhos
do casal de 2 e 3 anos, foram colocados pelo assassino na carroceria de uma
caminhonete Fiat Strada, de cor branca e cobertos por um colchão. Supostamente
os corpos seriam desovados (levados para um outro lugar distante), para dificultar
as investigações. Mesmo ferida e ainda estando para o assassino como morta, no
caminho a mulher pulou do veículo e se escondeu dentro de um matagal. Minutos
depois ela pediu socorro para algumas pessoas que passavam numa estrada
vicinal. Logo após, a mulher foi socorrida para o Hospital São Bernardo, em
Alcobaça, onde recebeu atendimento médico e permanece internada.
O corpo do vaqueiro foi
localizado na sequência e os dois filhos do casal continuam desaparecidos. Como
as crianças estão correndo risco iminente de morte dada à violência do
assassino, há um esforço conjunto de policiais militares e civis, objetivando
localizar e prender o acusado da barbarie. Para cometer o crime o fazendeiro
teria contado com o apoio de dois homens, ainda não identificados, esses que
estariam em sua companhia.
Na manhã desta quarta-feira, dia
30, a polícia informou acreditar que o assassino Jucélio Lima, mais conhecido
como “Célio do Leite”, estaria escondido em Teixeira de Freitas. Se o homicida
não for capturado, ou se apresentar à polícia, sua prisão preventiva deve ser
pedida à Justiça pelo delegado Robson Marocci, titular de Alcobaça.
Teixeiranews/foto: Primeiro
Jornal

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade