Início Noticias Greve: Justiça determina que 50% dos professores devem voltar às salas de aulas

Greve: Justiça determina que 50% dos professores devem voltar às salas de aulas

Por Reginaldo Spínola
49 Comentários
O Poder Judiciário do Estado da
Bahia, através de sua relatora, Desembargadora Regina Helena Ramos Reis, acatou
parcialmente a medida liminar do município de Itambé, e determinou de imediato
a retorno às atividades, no mínimo de 50% (cinquenta por cento), dos
professores lotados nos estabelecimentos de ensino público de Itambé. O
descumprimento da ação pode levar a APLB/Sindicato a pagar multa diária de R$
10.000,00 (dez mil reais).
Iniciado no último dia 29 de
agosto, o movimento interrompeu as atividades letivas reivindicando reajustes
salariais retroativos a janeiro deste ano. No processo, o município alegou que
vem atravessando um longo período de desequilíbrio fiscal e que por conta disso
e por não ter havido aumento da sua receita, não poderia conceder ainda os reajustes.
A Prefeitura salientou ainda que, mesmo com as dificuldades financeiras, vem
pagando em dia os salários dos profissionais. 

Conforme a decisão, considerando
a educação como um serviço público essencial e buscando reverter os efeitos
drásticos sobre o ano letivo de 2014, a Desembargadora entendeu que a Educação
é reconhecida constitucionalmente como direito social fundamental e constitui
serviço essencial, não podendo admitir em qualquer hipótese, a suspensão total,
comportando mitigação que privilegie os princípios da supremacia do interesse
público e da continuidade dos serviços.
A Desembargadora relata ainda,
que a coletividade não pode sofrer os danos com a realização de um movimento desses,
já que interrupção das aulas provocará um verdadeiro prejuízo.
Itambeagora@gmail.com
49 Comentários
0

49 Comentários

Anônimo 27 de setembro de 2014 - 20:22

Publica viu Regis!!!

Anônimo 27 de setembro de 2014 - 20:22

EU SEI PORQUE ESTÃO MURCHINHOS, O CHEFE DO MOVIMENTO FOI PARA A RÁDIO FASCINAÇÃO DE ITAPETINGA, TENTAR DENEGRIR A IMAGEM DE IVAN, QUANDO CHEGOU LÁ, O REPÓRTER PARABENIZOU FOI O PREFEITO PELO ASFALTÃO , E NÃO E SEGREDO Ñ, TODOS OUVIRAM NO RÁDIO, Ñ FOI LUCAS? LASCOU A CARA! COITADO SÔ ESTÁ DANDO BOLA FORA!

Anônimo 27 de setembro de 2014 - 20:13

Olá pessoal, é impressão minha ou as borboletas estão murchas? Se aquietaram tudo, será porque em?rsrsrsrsrsr

Anônimo 25 de setembro de 2014 - 04:16

Gente Lucas está revoltado porque ele queria ser chefe dos professores a criatura queria ser o secretário de educação Ivan ñ deu, ele se revoltou, agora fica encabeçando essa baderna, os professores bando de trouxas achando que ele só quer ajudar, é ele nessa briga pessoal,( vingança), usando os professores para servirem de escada para ele, Lucas vai ou melhor já caiu e os professores vão junto com ele.

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 19:11

isso já esta passado do limite os alunos, que esta sendo prejudicado!!

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 13:49

È vergonhoso alguns comentários acima, politicagem, puxação de saco e outros com certeza com um contratinho de 4 anos… Só sei que todo prefeito que entra nessa prefeitura sai lesando os profissionais trabalhadores desse município. É vergonhoso…tá devendo sim os profissionais dos 60 e dos 40. Aplb está de parabéns. Continue sim…Força… Ver se posta viu Sr Reginaldo.

Anônimo 18 de setembro de 2014 - 00:39

Realmente o que vemos aqui é uma vergonha mesmo, os que defendem estão do lado do prefeito "mamando" como dizem por ai (cheios de politicagem, puxação de saco e com contratinhos de 4 anos), e os que estão infelizmente foram os que perderam a "mamata" e estão novamente querendo (cheios de politicagem, puxação de saco, e com saudades de seus "contratões" de oito anos). Vamos deixar de demagogia, pois ninguém esta preocupado com educação, nem aplb, nem prefeito, nem mesmo os alunos, pobres coitados que não sabem buscar seus direitos, que estão sendo talhados por vocês. Quem sabe um dia isso ainda acaba nessa nossa terra, dois grupos políticos, que só enterram cada vez mais a nossa cidade.

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 01:12

Já vi que vc só publica o que vc quer mesmo. Fiz um comentário antes desses 2 ae e nada. Que vergonha….

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 22:34

Solução:
* Respeito ao profissional e educação
* Organizar a folha de acordo com a formação de cada professor
* Devolver os alunos pra sala de aula urgente
* E por fim parar com essa PORRA de politica

Vergonha de ser Itambeense!!!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 20:18

Publica aí viu Regi!!!!!!!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 20:18

A incompetência desse governo é pública e notória!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 15:43

Quero ver meus filhos na escola e os seus professores valorizados…
Não se devem fazer julgamentos precipitados… Se o Gestor Municipal de Itambé, Sr. Ivan Fernandes, esteve presente na elaboração e aprovação do Plano de Carreira, Ele tem noção de toda a situação e saberia se era possível ou não segui-lo… Ele deve buscar um entendimento com a APLB e buscar soluções juntos… ESTÁ FALTANDO SABEDORIA DO GESTOR, o diálogo poderá ser a solução(converse com eles). Meus filhos precisam voltar à escola, e o prefeito não está nem aí para isso… Os professores precisam voltar ao trabalho também…
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n.º 9.394/96) determina que a formação de docentes para atuar na educação básica seja feita em nível superior em curso de licenciatura, admitindo-se a formação mínima de nível médio, na modalidade Normal, para o exercício do magistério na educação infantil e no primeiro segmento do ensino fundamental. Para a docência no ensino médio, é pressuposta
a formação superior. Ao final da Década da Educação (1997-2006), para atuação na educação básica somente serão admitidos professores habilitados em nível superior ou formados por treinamento em serviço.

Se até 2006 todos os professores deveriam se qualificar, cursar uma faculdade para não saírem da sala de aula, depois que se qualificam tem que regredir? Os professores estão certos por buscarem seus direitos… Tem-se um bom salário é por que se esforçaram, estudaram, se qualificaram e merecem o salário que recebem e até mais… Não chegaram onde estão por acaso…
Experimentem passar uma semana com cerca de 200 crianças ou jovens de diferentes classes sociais, entre outras tantas diferenças, como faz uma professora… E ainda tem que dar conta de casa… É diferente de alguns coordenadores e chefes de setores que recebem seus salários e não trabalham… Morreram alguns projetos educacionais e sociais no município de Itambé…
Houve m tempo que professores eram ao menos respeitados numa sociedade…

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 12:29

O primeiro comentário disse tudo realmente. Parabéns! O que esta acontecendo agora, não é mais reivindicação ou manifestação pacifica como Lucas diz, e sim uma verdadeira e explicita POLITICAGEM. Ao contrario do que andam dizendo as ruas da cidade, o prefeito Ivan Fernandes NÃO quer acabar com os sindicatos, ele simplesmente vai através de um projeto de lei colocar de volta os funcionários que foram disponibilizados aos sindicatos aos seus respectivos lugares e funções. Nada mais que justo, os sindicatos tem condições suficientes de pagar os seus representantes, para isso pagamos mensalidades aos sindicatos. A prefeitura independente de prefeito disponibiliza se quiser esses funcionários. Outra coisa Ivan foi paciente ate demais, ficar pagando para ser denegrido injustamente, porque este plano de carreira dos professores é um absurdo, onde já se viu um funcionário municipal ganhar muito mais que um funcionário do Estado. Os salários dos professores e funcionários públicos esta em dias, os professores estão recebendo seus salários gordos sem estar na sala de aula e isso sim é um absurdo. Enquanto isso os alunos é que estão sendo prejudicados.

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 03:14

AGORA SIM, O GESTOR ESTÁ MOSTRANDO QUEM MANDA, VAMOS TRABALHAR CAMBADA DE ARROACEIROS, DEPOIS FICAM FALANDO PARA OS PAIS DOS ALUNOS EU GOSTO DOS FILHOS DE VCS, ELES GOSTAM E DO DINHEIRO QUE GANHA É DO DINHEIRO EXORBITANTE QUE GANHA PARA FICAREM SENTADAS, XINGANDO AS CRIANÇAS, FALANDO MAL DO PREFEITO E ETC E ETC… SABEM DE NADA INOCENTES!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 01:22

É uma pena que os gestores públicos do Brasil e especialmente do nosso município ainda tem uma mente muito pequena, ao invés de falar em valorização e pagar o que deve só pensa em retirar direitos. O salário dos profissionais da educação de Itambé ainda é pouco diante do trabalho que desempenham. Queríamos nós receber um salário de 18. 000,00, como recebe o prefeito e olha que trabalhamos muito. Sai pra lá olho- gordo, nosso salário é fruto dos nossos estudos e do nosso trabalho. Tem gente que não concluiu nem o fundamental ou médio e ganha mais de 4. 000, 00. Por que nós, que somos pós- graduados não podemos ganhar um poco mais.
Não adianta mentir, o povo já entendeu que o município deve aos profissionais da educação, só não quer pagar.

Aplb – Itambé a Direção

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 01:03

Enchem a boca para dizer "somos magistrados", oh meu Deus, se são guardam para si, porque eu como mãe de alunos não vejo esse conhecimento todo passado para os alunos não.Depois essa criatura que diz que é magistrado, pôs- graduados acabou de assassinar o português( ganhar um poco) Meu Deus, se a direção do movimento falido está assim, e o restante?

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 11:48

É um absurdo essa manifestação POLITICA pois vcs professores recebem mais do que merecem, o IDEB de Itambe esta lá em baixo, sou mãe de aluno e conheço crianças que mal sabem ler e já estão quase concluindo o ensino fundamental. É uma vergonha! E ainda mais professores municipais, nem todos tem ensino superior, mas com o plano estão ganhando mais que professores formados e do estado. O ESTADO que tem mais poder que o município não paga este salário GORDO para os professores para o município pagar. E vc Lucas, Diretoria da APLB, a comunidade não esta totalmente de acordo com essa palhaçada não viu. Queremos vcs nos seus lugares, porque enquanto recebem estando fora da sala de aula os alunos são os únicos que vcs estão prejudicando.

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 01:22

A APLB VEM INFORMAR MAIS UMA VEZ, A TODA A COMUNIDADE ITAMBEENSE, QUE ATÉ A PRESENTE DATA O PREFEITO NÃO ACEITOU NEGOCIAR, POR ESTE MOTIVO A GREVE NA EDUCAÇÃO CONTINUA. AO INVÉS DE AFRONTAR OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ELE DEVERIA REDUZIR ESTES SALÁRIOS:
PREFEITO 18.000,00
ADVOGADOS 7. 000, 00 CADA UM
ASSESSORIA NA EDUCA… 6. 500, 00
SECRETARIOS 4. 200, 00, DENTRE OUTROS, POIS NEM SÃO FUNCIONÁRIOS DO MUNICÍPIO

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 18:59

falou bonito, e fiquei curioso, quero saber quanto ganha em média, os profissionais super qualificados da educação. Ou pelo menos dos lideres da greve, pra podermos comparar cada um deles.

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 00:55

Vamos Lucas, força companheiro kkkkk prepare seus bolsos para pagar 10 mil reais por dia, Vixe! se ficarem uma semana fora da sala, são apenas 50,000 mil reais Ui isso vai doer no bolso. rsrsrsrsr

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 01:21

Aplb Itambé

Caros companheiros profissionais da educação, nossa greve é legal e vai continuar. Em nenhum momento chegou nenhuma decisão julgando a greve como ilegal. Não fomos intimados. Amanhã nossa concentração para atividades será na praça do fórum às 8h.
A direção.

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 00:52

Sabe de nada inocente! não vão preparar o plano de aula de vcs não fica aí enganando os bestas, admitem logo que perderam!!!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 00:04

PESSOAS ACHO MELHOR TODOS NÓS ANALISARMOS O QUE ESTÁ ACONTECENDO. SE O Srº PREFEITO DIMINUIR OS CONTRATOS, OS CARROS QUE RODAM NO TRANSPORTE ESCOLAR ESTÁRIA TUDO RESOLVIDO. MAIS COMO TIRAR AINDA MAIS QUE VAI TOMAR UMA SURRA NAS URNAS COM OS SEUS CANDIDATOS E NÓS CIDADÕES ESTAREMOS ACABADOS, POIS UM POLITICO QUE PERDE DUAS ELEIÇÕES E GANHA SOMENTE A TERCEIRA ESCOLARIZOU TODA SUA FAMÍLIA PARA NOS USURPAR. ACORDEM POVO DE ITAMBÉ E PAREM DE SER BESTA. PARA PAGAR ESTA FACIL TIREM TODOS OS CONTRATADOS.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 23:38

Eu acho que os professores devem volta o mais rápido para suas salas de aula antes que o ano letivo seja mais prejudicado já que a sindicato virou politicagem.

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 17:48

verdade

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:55

A APLB agora fará votação: levanta as mãos os 50% que querem voltar para a sala de aula. Agora levanta as mãos os 50% que querem ficar na greve.

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 12:49

isso vai dar briga, pois ninguém gosta de trabalhar!!!!!!

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:52

Quando as contas de 2013 forem reprovadas por índice de pessoal, será mais uma prova de Ivan perante o Tribunal, e em consequência as faltas dos professores serão computadas, tendo perdas também no 13.º salário.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:50

Os professores estão corretos em reivindicarem os seus direitos. Me arrependi por ter votado nesse prefeito ditador.

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 15:36

kkkkkk. Ivan ditador??? E o anterior? Como podemos defini-lo?? Acho que melhoramos bastante. E na próxima eleição podemos melhorar mais ainda.
Fica a dica.
Obs: Mais é pra melhorar e não pra voltar a mesma corja que sugou os recursos por oito anos.
Pois estou vendo muita gente daquele grupo encabeçando o movimento.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:48

Vê se publica seu Reginaldo.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:46

Acho que a assessoria jurídica do município, bem como o atual prefeito, precisam se qualificarem. Mais uma vez confirmaram a sua incompetência. Senhor prefeito, nosso regime é celetista. Quem tem competência para julgar a nossa greve é a Justiça do Trabalho.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 20:55

TÁ VENDO LUCAS E OUTROS O MONSTRO QUE VOCÊS CRIARAM?
POSTA AI VIU REGINALDO?

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 00:49

Ta vendo Lucas? ele já está é arrependido pela merda que ele está fazendo, ficou sozinho na bagunça! Que vergonha!

PAGA O PROFESSOR PREFEITO.... 15 de setembro de 2014 - 19:59

mentirosa você viu,cabe provar tudo isso que é o mais difícil!!!!!!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 03:21

Ui titia perderam, a bagunça acabouuuuuuuuuu é taca! brabuletas inconformadas. beijinho no ombro.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 18:56

O plano de carreira do magistério público foi uma luta árdua dos professores onde o atual prefeito e parte da equipe ajudou a elaborar o que explicar e divulgar é o número de contratados e o aumento dos carros no transporte escolar transparência sim mas em tudo

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 12:03

kkkkk, só falou asneira; o atual ajudou a formular o plano kkkkk, sabe de nada inocente!!

Anônimo 17 de setembro de 2014 - 00:47

Até que emfim Ivan tomou uma posição, já que estão bagunçando entrega para a justiça, subiu no meu conceito,Ah! para ficar melhor põe Lucas para trabalhar na sala de aula, ele ñ vai ter tempo para ficar armando grupinhos,e para finalizar a candidata a deputada vai tomar um couro dia 05/10 pretensiosa ela, achar que vai ganhar p/ deputada, e ainda federal ô coitada!

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 17:49

Senhores
Embora o atual prefeito compactuou com esse plano o município de Itambé e nem outro município tem condições de arcar com uma folha de pagamento deste porte, e sabido que tem professor aqui em Itambé que chega a ganhar R$ 8.000,00 e isso seu Lucas não fala, e sabido que o sindicato da categoria dos professores recebeu um montante de R$ 300.000,00 será que os professores também tem conhecimento disto. Eu sugeria ao prefeito colocar no portal da transparência todos os salários dos professores para a população ter conhecimento de como os professores ganham bem e ensinão mau, é claro que toda regra tem sua exessão. Na minha opinião a educação tem relação direta com o crescimento da cidade e isso não vemos em nossa cidade pois a educação ou melhor a politicagem e maior do que o anseio da população portanto paremos com essa politicagem e passamos a pensar um pouco em como estamos formando um cidadão para o futuro, de que forma estamos contribuindo para o beneficio de crescimento do nosso município, ou será que estamos pensando em benefício próprio. nem uma universidade Federal paga tão bem quanto a Prefeitura Municipal de Itambé. Pensemos nisso.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 18:48

Falou tudo!! Parabéns!

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 19:47

1º-aprenda a escrever corretamente´
2º-saiba que é crime dispor folha de pagamento de funcionário em rede social.
3º-você está muito mal informado sobre o sal´rio do professor,alias fiquei sabendo que dentro da secretaria de educação o maior salário é de uma professora que está ocupando cargo de confiança.

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:05

ele tem que voltar pra zona onde ele passava bons momentos nos tempos de Moá andava quilometros a pé ele e mais gente que hoje vive no sindicato denegrindo a atual gestão

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:07

um sindicato cheio de funcionarios que se viraram contra o atual gestor, o proprio os tirou na sargeta que viviam na ex-gestão, mal agradecidos

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:08

ivam compactuou não ele apoiou para que aprovasse, mas valores foi ideia da candidata a deputada!!

Anônimo 15 de setembro de 2014 - 21:56

Se tem professor q ganha tao bem assiim é porq ele merece.. ou seja, estudou bastante para isso . E não cabe esse prefeitinho so pq esses prof ganha bem ficar devendo ambos . PROFESSORES ESTÃO LUTANDO POR SEU DIREITO

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 00:14

senhor ou senhora 1,2,3
você deve ser professor,
1- pra se cobrar escrever direito tem que saber (coisa que talvez não saiba)
2- se é crime porque no face do sindicato fala do salário do prefeito entre outros
3 – como estou mal informado pois vc memo confirma minha informação

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 03:30

Por essa Lucas, a candidata a deputada e a outra que o marido queria a banda da prefeitura,ñ esperavam. É TACA NELES AGORA É TOMÁPAQUETÁ E IR TRABALHAR!

Anônimo 16 de setembro de 2014 - 09:49

Ivan compactuou é fato. Mas é fato tambem que ele estava totalmente errado. E não vejo problema algum em ele voltar atras em sua decisão. Afinal, agora ele é representante, não apenas dos professores, mas de toda a população itambeense. sendo assim, agora, ele é o principal representante da indisponibilidade do interesse publico, e portanto, não se pode mais tolerar a politicagem de grupinhos. Espero que agora tudo seja resolvido, ainda bem que a justiça foi acionada e torço para que todos os responsáveis por essa greve, tenham vergonha na cara e desempenhem o seu papel, sejam eles professores ou gestores, pois, até agora, quem apanhou nessa briga, foram só os alunos. O prefeito continuou, ganhando seu salário gordo, os professores também, e ainda melhor que não estão nem trabalhando. E os alunos, parte mais interessada nessa questão, são os únicos prejudicados. E não adianta discursar dizendo que as aulas serão repostas, pois, como se vê sempre, essa reposição é sempre uma "merda" o conteúdo sempre fica prejudicado.

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade