Início Noticias Polícia Civil investiga morte de itambeense na zona rural de Ribeirão do Largo

Polícia Civil investiga morte de itambeense na zona rural de Ribeirão do Largo

Por Reginaldo Spínola
1 Comentário

A Polícia Civil de Itambé, cidade
integrante da 21ª COORPIN de Itapetinga, está investigando a morte do
Itambeense Vinícius da Silva Almeida, 32 anos, lavrador, registrada na manhã
deste domingo, (31), na zona rural de Ribeirão do Largo, envolvendo uma briga e
uma arma branca (faca peixeira).

De acordo com os irmãos da
vítima, Maurício Almeida Silva e Raimundo Almeida Júnior, todos estavam
alcoolizados e entraram em vias de fato, no momento em que Vínícius da Silva
Almeida, de posse de uma faca tipo peixeira em uma das mãos, juntamente com o
primo de nome Maxsuel Passos de Oliveira, apelidado de “Tostão”,
tentaram apartá-los.

A vítima, Vinícius da Silva
Almeida, se desequilibrou e acabou caindo sobre a faca que estava em sua mão,
causando uma perfuração na região do tórax. Com a faca cravada no tórax, a
vítima conseguiu arrancá-la e a jogou fora, morrendo no local.

GCMs de Itambé e Itapetinga
Uma irmã de Vinícius da Silva
Almeida, de nome não revelado, acionou o Comando da Polícia Militar do Pelotão
de Itambé, apontando Maxsuel Passos de Oliveira, apelidado de
“Tostão”, primo da vítima, como sendo o suposto autor de sua morte.
Diante da denúncia, a guarnição
da Guarda Civil Municipal de Itambé, sob o comando do GCM José Roberto
Oliveira, auxiliado pelo colega GCM Osvaldino Santos, empreendeu diligência até
o Bairro Durvalina Andrade, nas proximidades do Trevo São Cristóvão, Itambé-BA,
onde deteve o suspeito Maxsuel Passos de Oliveira, 26 anos, lavrador, residente
na Rua da Saudade, bairro Bela Vista.
Maxsuel ao se deparar com os
Guardas Municipais, tentou empreender fuga, mas foi contido e conduzido ao
Complexo Policial de Itapetinga. Ele confessou que não matou seu primo Vinícius,
que juntamente com ele tentava separar uma briga entre dois irmãos, onde
Vinícius caiu sobre a própria faca e foi atingido no tórax.
Durante revista minuciosa no
interior do Complexo Policial de Itapetinga, um agente da Polícia Civil
encontrou entre os pertences de Maxsuel, uma buchinha de maconha, o qual confessou
ser usuário de drogas.
Por não estarem utilizando
viatura plotada da Guarda Civil Municipal de Itambé, que se encontra no
conserto, os GMs Oliveira e Santos pediram reforço da Guarda Civil Municipal de
Itapetinga, que prontamente se dirigiu ao Posto da Polícia Rodoviária Estadual,
há cinco km de Itapetinga, para esperar a chegada da guarnição da GCM de
Itambé, que estava a bordo de um veículo descaracterizado.
O suspeito Maxsuel Passos de
Oliveira, permanece detido para averiguação e deverá ser ouvido na Delegacia
Teritorial de Itambé, que se encarregará do Inquérito Policial que vai apurar a
morte de Vinícius da Silva Almeida.
Fotos: Itapetinganamidia/Itambeverdade/Itambeagora


Itambeagora@gmail.com
1 Comentário
0

1 Comentário

Anônimo 1 de setembro de 2014 - 22:16

Quando nós reivindicamos mai atenção à segurança publica, e pra isso. A nossa guarda hoje é uma guarda desguarnecida de tudo: Não temos uma sede digna, não temos uma viatura que presta, não temos fardamento, não recebemos como deveríamos (péssimo salário) e ainda não paga nossas horas extras, não tem respeito com quem faz de fato a segurança do município juntamente com as outras polícias. E ainda querem que fiquemos calados!!! Desculpe Reginaldo, mas essa é a realidade, nada com política partidária. Entenda a nossa situação!

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade