Início Noticias O sonho do bode acabou: Bahia goleia o Conquista e é bicampeão do Baiano

O sonho do bode acabou: Bahia goleia o Conquista e é bicampeão do Baiano

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário
O Bahia goleou o Vitória da
Conquista por 6 a 0 e se sagrou bicampeão do Campeonato Baiano na tarde deste
domingo (3). Depois de perder por 3 a 0 a partida de ida e de ser vice-campeão
do Nordestão durante a semana, o time tricolor reagiu e reverteu o placar na
Fonte Nova hoje. Robson, Bruno Paulista, Kieza e Souza, duas vezes cada,
marcaram pelo tricolor.
Foi o 46º título do Bahia e a
primeira volta olímpica da nova Fonte Nova. O último título do Bahia no estádio
foi há 14 anos, quando o tricolor foi campeão da Copa do Nordeste, em 2001,
sobre o Sport.
O Bahia começou o jogo de maneira
intensa e em apenas 22 minutos conseguiu fazer o placar que revertia a vantagem
e dava ao tricolor o título baiano de 2014. Depois de uma pressão inicial, já
aos 9 minutos o Bahia abriu o placar com o zagueiro Robson.
Souza cruzou, Viáfara tirou de
soco e depois uma sobra de bola ficou com Robson, que fuzilou da entrada da
área e marcou 1 a 0. Aos 13 minutos, em jogada parecida a bola sobrou fora da
área para Bruno Paulista chutar de primeira e marcar um golaço. Faltava um gol
para o tricolor construir o resultado necessário. O Bahia já teve a chance de fazer
o terceiro aos 18 minutos, quando Kieza recebeu na cara do gol e driblou
Viáfara, mas tentou passar para Maxi e viu a zaga cortar. Um minuto depois,
Kieza recebeu novamente na cara do gol e chutou cruzado, mandando para fora.
Mas a pressão deu resultado e aos 22 minutos no contra-ataque Maxi passou para
Souza, que passou com qualidade para Kieza, sozinho, ter a tranquilidade de
parar, olhar e marcar o gol que ia dando o título ao Bahia.
Mesmo com 3 a 0 no placar, o
Bahia continuava pressionando para ficar com resultado mais confortável. A
melhor chance veio aos 43, quando em contra-ataque Kieza avançou, tirou de
Fernando Belém e chutou cruzado, em mais uma bola que passou muito perto do gol
de Viáfara. Já o Conquista chegava mais em lances de falta, levantando na área
em busca de um gol de cabeça, sem sucesso.
Segundo tempo
O Conquista voltou tentando dar
calor no Bahia e buscar o gol que mudaria a história do jogo. Mas embora o
fluxo fosse maior do Bode, as chegadas mais perigosas ainda eram do Bahia. Aos
10 minutos, Maxi Biancucchi achou Zé Roberto na entrada da área e o atacante
virou chutando para o gol, mas Viáfara fez defesa segura.
Aos 13 minutos, Zé Roberto
tabelou com Bruno Paulista, recebeu dentro da área e chutou forte, mas a bola
tocou em um defensor conquistense e acabou desviando. Dois minutos depois, a
arbitragem sinalizou pênalti de Sílvio em Zé Roberto. Com frieza, Souza cobrou
e marcou o quarto do Bahia para alegria dos tricolores na Fonte Nova.
Aos 22, gol anulado do Bahia.
Tiago Real chutou da entrada da área, a bola desviou em Maxi e encobriu
Viáfara, mas o argentino estava impedido e o lance não valeu. Mesmo goleando, a
pressão tricolor continuava. Tony tentou chute colocado de fora da área e
Viáfara mandou para escanteio. Na cobrança, Maxi cabeceou e Diego Aragão
desviou com a mão. O árbitro sinalizou novo pênalti e expulsou o jogador do
Bode. Souza, com sua frieza característica, marcou novamente.
O Bahia já administrava a
partida. Aos 34, o tricolor teve outro gol anulado. Kieza cruzou e Willians
Santana completou para as redes, mas o auxiliar sinalizou impedimento e a
jogada não teve validade. O tricolor ainda desperdiçou chances, mas aos 39 o artilheiro
do campeonato, Kieza, recebeu pela direita, tirou do zagueiro, driblou Viáfara
e marcou o sexto e último gol do jogo. Correio24horas/fotos G1
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade