Início Noticias Bebê de seis meses morre após ser chutada na cabeça por suposto pai no PR

Bebê de seis meses morre após ser chutada na cabeça por suposto pai no PR

Por Reginaldo Spínola
Uma criança de seis meses morreu
após ser arremessada no chão e ter recebido chutes na cabeça, em Maringá,
noroeste do Paraná. O suspeito de cometer o crime, Diego Ribeiro dos Santos,
foi preso depois de ter sido espancado por moradores.
A mãe da criança estava na porta
de casa com as duas filhas, que são gêmeas, — uma no colo e outra no carrinho
—, quando o homem chegou transtornado e tentou arrancar as crianças da mãe,
afirmando que eram suas filhas. Diego tentou pegar as meninas, mas uma delas
ficou presa no carrinho. Irritado, ele jogou a pequena Ana Alhandra, que ele
havia conseguido pegar no colo, no chão e chutou a cabeça dela. A irmã da
vítima não se machucou
De acordo com o tenente Danilo
Santana, o homem foi espancado por moradores.— A população pode não concordar,
mas nós fizemos o nosso trabalho. Ele deve ser submetido ao que manda a
legislação. A bebê Ana Alhandra morreu no último domingo (15) após ficar
internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva no Hospital
Universitário de Maringá. Os órgãos da vítima foram doados: os rins e o fígado
foram levados para o Rio Grande do Sul e um bebê recebeu o coração na capital
paranaense.
A mãe da vítima afirma que Santos
tentou se aproximar dela, mas como não foi correspondido, tentou se vingar. Na
delegacia, ela pedia vingança.— Chuta a cabeça dele até sangrar, tem que
estourar a cabeça dele
Ainda segundo a mãe da criança, o
pai de suas filhas está preso na Casa de Custódia de Maringá.— Eu nunca
encostei nesse homem, não tem nem como elas serem filhas dele. Ele gosta de mim
e é louco.
Diego está preso na Casa de
Custódia de Maringá, mesmo local onde está detido o homem apontado pela mãe
como pai das filhas dela.
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies