Início Noticias Imagens fortes: Mulher foi queimada viva na Bahia

Imagens fortes: Mulher foi queimada viva na Bahia

Por Reginaldo Spínola
A PM prendeu na manhã deste sábado (14/11), o ajudante de
pedreiro, Jocimar Rodrigues dos Santos, 26 anos, residente em Ibirapitanga,
região sul da Bahia. O elemento é suspeito de participar de um crime brutal
contra uma senhora de 62 anos, que chegou recentemente de São Paulo. 
O autor do
crime é o próprio marido da vítima, Caíque Lima de Souza, 25 anos, que está
foragido. Segundo informações, Caíque e Jocimar tramaram a morte de Terezinha
no decorrer da semana e terminaram consumando o fato na última sexta feira (13/11).
Eles teriam utilizado pneus velhos para queimar o corpo da vítima.
O corpo de dona Terezinha Aparecida Barbosa, 62 anos foi
encontrado em um bambuzal, na região dos Dois Riachões, no mesmo município.
Terezinha teria desaparecido na tarde da última sexta feira, quando foi vista
pela última vez na companhia do próprio marido em seu veículo, um Corsa Sedan
cinza escuro, que foi apreendido pela polícia Militar. Caíque, que é de
Ibirapitanga, estava morando em SP, lá ele conheceu Terezinha e foram morar
juntos como marido e mulher.
Caíque foi o mentor do crime e está sendo procurado pela polícia
Há dez dias eles estavam na cidade a passeio. Segundo a PM,
o plano de Caíque era matar a esposa, dar fim no corpo e depois dizer para sua
família em Ibirapitanga que a mulher tinha se zangado e voltado para São Paulo.
O padrasto de Caíque, que não teve o nome revelado, ficou desconfiado quando o
enteado chegou em casa nervoso a procura de alguns pneus velhos e da roupa da
mulher. Para tentar driblar os pais, Caíque disse que Terezinha resolveu voltar
para São Paulo e que a mesma já estaria hospedada em uma pousada da cidade para
viajar no outro dia de madrugada. 
Jocimar foi preso por ter participado do crime.
No dia seguinte populares acharam um corpo
queimado na zona rural, apenas com um dos pés intactos e acionaram a polícia.
Assim que soube da notícia do aparecimento de um corpo queimado, o padrasto de
Caíque suspeitou e chamou a polícia dizendo que aquele corpo poderia ser de
Terezinha. Rapidamente a PM entrou em ação, investigou, chegou ao Jocimar e em
seguida foi em busca de Caíque que conseguiu fugir sem levar o carro. Jocimar
assumiu a participação no crime mais não disse por que Caíque matou a mulher. Informações
e fotos: Ubaitaba Urgente
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies