Início Noticias Itabuna: Homem é morto após marcar encontro com mulher por rede social

Itabuna: Homem é morto após marcar encontro com mulher por rede social

Por Reginaldo Spínola
Um “flerte” nas redes sociais, um bate-papo “interessante” e
um encontro marcado com a morte. Assim poderíamos resumir uma história marcada
pela tragédia, que revela os perigos escondidos na internet. Rogério Paiva da
Silva, de 25 anos, era ajudante de pedreiro e trabalhava na Construção Civil,
em Itabuna, onde morava. O rapaz era casado, mas recentemente conheceu, pelo
facebook, uma jovem chamada Amanda, que mora em Coaraci.
Depois de algumas conversas, a moça o convidou para
conhecê-la pessoalmente. A curiosidade falou mais alto. Rogério chamou um amigo
e viajaram para o município vizinho, na noite de sexta-feira (13). Chegando lá,
Amanda apresentou uma amiga e dois casais foram para um bar. Beberam, jogaram
sinuca e se divertiram.
Rogério não sabia, mas aquele seria sua última aventura. O
grupo foi para casa de Amanda. O homem se acomodou no sofá da pequena sala e…
morreu, ali mesmo sentado. Rogério foi friamente executado pelo ex-namorado da
amiga virtual. O acusado, identificado apenas como “Gerson Siri”, de 19 anos,
chegou a cumprimentar a vítima, momentos antes, no bar.
Crime passional
A polícia informou que “Siri” já foi
preso várias vezes. Na segunda-feira (09), inclusive, ele foi detido, sob a
acusação de ter roubado materiais de construção numa obra. “Siri” prestou
depoimento e foi liberado, porque não havia flagrante.
O acusado está foragido. Testemunhas relataram que ele
estava com outros dois comparsas, quando invadiu a casa da ex-namorada e matou
o servente. No palco do homicídio, a residência de número 28, na Rua Porto
Alegre, no bairro Berimbau 2, ficaram as marcas de sangue e o trauma de quem
presenciou a violência, promovida pelos assassinos.
“Siri” teria dito, ao matar a vítima, que pensou o seguinte:
Rogério pertenceria a um “raio” de Itabuna e teria ido até Coaraci para
matá-lo. E porque, então, o amigo do itabunense, foi poupado? Crime passional
deve ser uma das linhas de investigação adotada pela polícia.
O servente, segundo a família, não tinha envolvimento com o
mundo do crime. Era trabalhador. Ele deixou órfã uma menina de seis anos. O
corpo de Rogério foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de
Itabuna. Está sendo velado na casa de familiares, na Baixa Fria, do bairro
Fonseca. O sepultamento está previsto para a manhã deste domingo (15), no Japu,
distrito de Ilhéus.

A partir da próxima segunda-feira (16), a polícia deve
começar a ouvir as testemunhas.  Fonte:
Verdinho de Itabuna 
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies