Início Noticias Polícia investiga suposto pacto de morte entre adolescentes

Polícia investiga suposto pacto de morte entre adolescentes

Por Reginaldo Spínola
A polícia investiga se o suicídio de um adolescente de 16
anos em cima de um túmulo de um cemitério em Varginha, no sul de Minas Gerais,
está relacionada com um pacto de morte entre um grupo de jovens. A desconfiança
foi levantada pela família durante o velório. Alguns conhecidos do jovem teriam
dito à mãe do rapaz que ele fazia parte de um grupo que se desafiava a sentir
dor.
Na internet, o jovem usava como nome de perfil um código
secreto usado para identificar integrantes do grupo. Segundo a irmã de uma das
meninas que integra a turma, eles encaravam a dor como um ato de coragem.
— É um grupo que cultua a morte. Para eles, suicídio é para
quem tem mais coragem ou quem é o maior da turma. Eles confiam somente neles e
acreditam que os familiares que querem ajudar não gostam deles. Eles apoiam a
automutilação. Para eles, é bonito sentir dor (sic). 
O grupo não se conhecia pessoalmente e se comunicava através
de redes sociais, já que a maioria dos participantes mora em cidades
diferentes. De acordo com a jovem, a intenção do pacto é a união dos cinco
integrantes.

— A gente tá separado, só que nós estamos pra se encontrar,
entende? Mesmo que não seja em vida. R7
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies