Início Noticias Idosa é presa por não pagar pensão do neto e é estuprada na cadeia; o pai curtia em Porto Seguro

Idosa é presa por não pagar pensão do neto e é estuprada na cadeia; o pai curtia em Porto Seguro

Por Reginaldo Spínola
Uma idosa de 82 anos foi presa no
município de Teodoro Sampaio, no centro-norte da Bahia, após o filho deixar de
pagar a pensão alimentícia do filho dele. A informação foi divulgada nesta
terça-feira (19) pela delegacia de Polícia Civil da Cidade. O marido da idosa
também teve o mandado de prisão expedido pela Justiça, mas segundo a polícia, o
homem faleceu há dois meses.
Segundo a polícia, familiares
informaram que o filho da idosa estaria em uma viagem de férias para Porto
Seguro no momento em que a mãe foi presa. O rapaz não teve identidade
divulgada. Parentes também disseram que a idosa é aposentada que não tem
condições de pagar a pensão, mas mesmo assim foi levada para delegacia. Ela
recebe mensalmente R$ 629,34 e só de medicamentos gasta mais de R$ 400,00 com
medicamentos tarja preta.
Na Delegacia a senhora de 82 anos
foi violentada sexualmente por detentas que aplicam este “castigo” em pessoas
que cometem crimes contra a família, especialmente contra menores. Deixar uma
criança sem pagamento de pensão é falta grave no código moral das detentas.
Segundo Analice Tesourão, detenta da unidade, “deixar um  menor passar fome é muita sacanagem. Chega
aqui a gente apavora mesmo. Passa na mão da geral pra aprender a ser mulher”.
Depois de 6 dias na cadeia a
dívida foi honrada graças a uma rifa realizada pelos membros da paróquia da
Sagrada Família que venderam 300 bilhetes por R$ 10 aos moradores de Teodoro
Sampaio, e assim arrecadaram R$ 3.000,00 rifando uma TV LCD de 32 polegadas que
havia custado R$ 970,00. A pensão devida possui o valor de R$ 300 e estava a 6
meses atrasada. Caso volte a atrasar o pagamento a senhora deve voltar para as
grades.
A nova lei de pensão alimentícia,
que começou a valer em março deste ano, é mais rigorosa para quem atrasa o
pagamento da pensão para os filhos. Quando a mãe entra na Justiça pedindo pensão,
o juiz analisa a necessidade da criança e a possibilidade de quem vai pagar
para depois fixar um valor. Caso haja atraso no pagamento, a mãe pode entrar
com uma ação de execução de alimentos, e o pai da criança pode ser preso e ter
o nome na lista do SPC e da Serasa.
O devedor pode pegar até três
meses de prisão em regime fechado. A pena não livra a pessoa da dívida, mas ela
poderá ser solta a qualquer momento se quitar o débito. Os avós podem ser
responsabilizados pela dívida, mas somente quando os pais da criança não têm
condições de arcar com a pensão. (A Folha Brasil)
Itambeagora@gmail.com

6 Comentários

Anônimo 30 de abril de 2016 - 01:26

Atualmente existem varios métodos anti-conceptivos diversos e alcance das mulheres, a mulher só engravida quando e porque quer, atualmente está na moda a profissão maternidade, quando deveria ser RESPONSABILIDADE. Quando não existe compromisso por parte dos genitores (irresponsáveis) , como casamento deve se pressupor "produção independente" com suas consequências , já que a mulher é dona de seu corpo.O Estado não assume o que a constituição prevê ( saúde, segurança, educação, etc) imagine tomar a custódia desses menores infelizes e educá-los para vida. As leis são bonitas no papel. Quem sabe se esse pai (irresponsável) é fruto e vítima de pais despreparados, desestruturados, desgraçados da vida, e começa novamente o ciclo de trájedia e miséria, desde a fundação deste País de degredados, putas, ladrões e a escoria de Portugal. Onde a Justiça assume costumes antigos como a Lei de Talião ( olho por olho, dente por dente),que tem caprichos, corrompida por sexismo,indiferença, insensibilidade social. Triste Brasil…

Anônimo 30 de abril de 2016 - 00:48

Hipocritas !! o brasil nao muda mesmo !!

Anônimo 29 de abril de 2016 - 05:31

E ainda tem pessoas que falao que a lei e justa,uma injustiça dessa que devia levar as pessoas pra ruas para protestarem e exigir uma mudança nessa lei absurda e sem escrúpulos, quem faz seus "filhos e que tem que arcar com as necessidades das crianças não uma pessoa idosa

Anônimo 29 de abril de 2016 - 00:29

Um absurdo isso falta de respeito com a idosa nem a justiça respeita uma pessoa de idade tem tanto estuprador por ai eles não bota com os presos ja a coitada da mulher faz isso

Luis Marcos 29 de abril de 2016 - 00:04

As leis do Brasil só favorece que não presta, os avôs trabalharam tanto para criar seus filho e depois tem que pensão para neto em quanto seus filhos fica de mordomia, o Brasil priacisa de leis mais rigorosas pra que é errado não para terceiros como os avos

Anônimo 28 de abril de 2016 - 21:21

É um absurdo! O doador de material genético faz o filho, não honra com as obrigações dele como pai ( a partir do momento que uma mãe procura a justiça para ter os direitos do filho respeitados pelo pai, é com certeza, pq o mesmo não vale nada), vai curtir praia e a mãe responde pelo não cumprimento do acordo, eu acho injusto avós terem que pagar algo que não é devido por eles! Esse vagabundo merece ser levado para a mesma cela em que a mãe dele ficou e foi violentada, para que as detentas façam a mesma coisa com ele!

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade