Início Bahia Sob protestos, vereadores aprovam redução de licença-maternidade e suspensão de cargos públicos em Brumado

Sob protestos, vereadores aprovam redução de licença-maternidade e suspensão de cargos públicos em Brumado

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Sob protestos de moradores de Brumado, que lotaram a Câmara Municipal da cidade, os vereadores aprovaram dois projetos polêmicos em sessão realizada na segunda-feira (13). Um deles reduz a licença-maternidade de servidoras municipais de 180 para 120 dias. O outro suspende cargos públicos como auxiliar de manutenção, serviços gerais, motoristas e guardas municipais. Assista:

Os manifestantes vaiaram os membros do Legislativo e jogaram notas falsas de dinheiro durante a sessão. As matérias, que foram enviadas pela prefeitura da cidade, já haviam sido aprovadas em primeiro turno na segunda-feira passada, também com manifestação dos moradores. “Nós elegemos eles para defender o povo e não para ir contra o povo”, disse a a agente de saúde Eliana dos Santos.

Para o vereador José Ribeiro Neves (PT), da oposição, a Câmara retirou direitos trabalhistas. “É um verdadeiro absurdo, não respeitando direitos da nossa população adquiridos por eles, das pessoas que fizeram concurso nesse projeto que extingue os cargos do município”, afirmou.

Já o presidente da Câmara, Leonardo Vasconcelos, minimizou a manifestação dos moradores. “Uma parte da população que está se manifestando. Acho que a grande parte está compreendendo esse projeto de lei. Esse projeto vai ser benéfico para a população, não tenho dúvida disso”, defendeu.

Também em pauta na Casa, o projeto de unificação dos sindicatos de servidores municipais não foi discutido por causa de uma liminar da Justiça. A APLB, sindicato que representa os professores da cidade, entrou com uma ação na semana passada contra a proposta.

O diretor regional da APLB, César Nolasco, disse que o projeto que unifica as entidades sindicais é inconstitucional. “Cabe ao judiciário julgar e julgou favorável. Graças a Deus acho que já foram notificados para retirar de pauta hoje”, afirma. //G1

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade