Início Brasil Absurdo: Pastor é preso acusado de estuprar menina de 12 anos para ‘quebrar feitiço’. VÍDEO

Absurdo: Pastor é preso acusado de estuprar menina de 12 anos para ‘quebrar feitiço’. VÍDEO

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Um pastor de 47 anos foi preso em Campos Novos, em Santa Catarina, na quinta-feira (6), acusado de estuprar uma menina de 12 anos que frequentava a igreja dele. Assista:

Além disso, ele é suspeito de enviar mensagens para outras duas garotas, na tentativa de abusar delas também. Segundo investigação policial, o pastor convenceu a menina de que ela estava enfeitiçada e deveria ter relações sexuais com ele para resolver o problema.

O pastor disse à menina que Deus iria dar a ela uma missão. Dias depois, ele enviou uma mensagem para o celular da garota afirmando que ela sofria com um feitiço e que para quebrá-lo precisava ter relações sexuais pelo menos sete vezes com um homem de fé que fosse casado. Ela então o procurou em busca de orientação e os abusos aconteceram. O delegado Luis Eduardo Machado Córdova afirmou que a situação aconteceu no ano passado. Depois de estuprar a menina, ele tentou ainda abordar duas outras.

 Investigação

O pastor habilitou um celular em nome de uma frequentadora da igreja e usou o aparelho para mandar mensagens para duas adolescentes de 15 e 16 anos se passando por um colega delas. Ele afirmava nos SMS que o pai era feiticeiro e havia feito um “feitiço” contra elas. Para quebrar o feitiço, a mesma receita: ter relações sexuais com um “homem de Deus, abençoado e casado” e não contar para ninguém.

As adolescentes procuraram o pastor e mostraram a ele as mensagens. Ele aproveitou o fato de ser visto como autoridade por elas para levar a conversa para o lado sexual. A família da menina de 15 anos, no entanto, ficou sabendo e registrou um boletim de ocorrência contra ele, afirmando que havia cometido “delito contra honra” da jovem por conta de uma frase em que questionava a virgindade dela. O inquérito foi concluído e enviado ao Ministério Público, que denunciou o suspeito. Ele foi levado ao presídio de Campos Novos.

Tentativas

Durante as investigações, os policiais apuraram também que em março deste ano, o suspeito habilitou um celular em nome de uma mulher que frequentava a igreja dele e encaminhou uma mensagem para as garotas de 15 e de 16 anos, se passando por um rapaz que teria estudado com elas, cujo pai era feiticeiro e havia feito um feitiço contra elas. No texto, o pastor dizia que as meninas deviam ter relações sexuais por ao menos sete vezes com “um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário, elas poderiam até morrer”, informou a polícia. Horas depois, as adolescentes procuraram o pastor para pedir ajuda e mostraram a mensagem. Segundo os policiais, ele se aproveitou da condição de autoridade religiosa para começar uma série de conversas com as meninas. “Ele atuava há quatro anos em Campos Novos. Em 2016, a família da menina de 15 anos registrou um boletim de ocorrência porque o pastor cometeu delito contra honra depois de uma declaração que colocou em dúvida a virgindade da garota”, disse o delegado.

Sonhos

Nas mensagens, ele dizia às adolescentes que “obedecer a orientação seria a única maneira de ‘vencer o mal’ e que ele estava à disposição para o que fosse preciso”. Em algumas conversas, ele disse às garotas que havia sonhado que isso aconteceria, em outras, afirmou que aquilo era ordem de Deus e não havia escolha, senão cumpri-la, conforme os policiais. De acordo com a Polícia Civil, o inquérito foi concluído e entregue ao Ministério Público que ofereceu a denúncia contra o suspeito. O pastor foi conduzido ao presídio de Campos Novos, segundo a polícia. A reportagem não conseguiu contato com o MP até a publicação desta notícia.

(08/04/2017)

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade