Início Bahia Mistério no desaparecimento de empresário conquistense

Mistério no desaparecimento de empresário conquistense

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Circula nas redes sociais desde as primeiras horas da manhã deste sábado (3) cartazes informando o desaparecimento do empresário George Cardoso Couto. Segundo informações de familiares, ele foi visto pela última vez por volta das 17h de ontem (2), quando saiu de sua casa.

Aflitos com o desaparecimento do empresário, familiares informaram algumas novidades que possam levar ao paradeiro dele. As primeiras informações indicavam que ele havia sido visto pela última vez por volta de 17h desta sexta-feira (2). Antes de sair, ele disse à família que faria uma viagem para Salvador. Entretanto, foi verificado que ele deixou seu celular em casa, fato estranho a eles.

Novas informações indicam que George abasteceu seu carro no posto defronte à Rodoviária de Vitória da Conquista e, que seu veículo teria sido fotografado no Posto de Pedágio de Veredinha, sentido Cândido Sales, exatamente às 18h18.

Os familiares não descartam possibilidade de sequestro, entretanto não sabem por que ele deixou o celular em casa. O empresário, segundo eles, não tinha histórico de depressão e, aparentemente, estava com sua situação financeira estável.

George Couto trajava uma camisa laranja, calça jeans azul e sapato social preto, quando foi visto pela última vez. Ele dirigia um Corsa Preto 15/16 placa PJG-2606 de Vitória da Conquista.

Uma varredura está sendo feita nas localidades que margeiam a Rio Bahia, desde Veredinha até Medina, no Vale do Jequitinhonha, norte de Minas Gerais.  Quem tiver notícias, deve entrar imediatamente em contato pelo telefone (77) 99139-5561. // Blog do Marcelo

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade