Início Noticias Mulher morre em Itapetinga com suspeita de coronavirus

Mulher morre em Itapetinga com suspeita de coronavirus

Por Reginaldo Spínola

Por volta das 2 horas desta quarta-feira (1º), profissionais da vigilância epidemiológica do município de Itapetinga, no interior da Bahia, estiveram na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde coletaram amostra da mucosa nasal e da saliva de uma paciente, que havia falecido minutos antes na unidade.

Trata-se de uma mulher que chegou recentemente do município de Prado e que há 7 dias teve um filho no Hospital Cristo Redentor. Ela deu entrada na unidade médica na terça-feira (31) com sintomas de insuficiência respiratória e febre. A paciente foi entubada e colocada no ventilador mecânico da UPA, mas não resistiu.

“Nós não podemos afirmar a causa da morte da paciente até porque o estado de saúde da paciente se agravou. Tinha algumas sintomatologias que podem ser correlacionadas ao coronavirus”, disse o diretor da UPA, Marcone Silva Vieira.

“Também existem outros fatores que podem ter levado a paciente a óbito”, acrescentou o diretor. As informações foram disponibilizadas durante coletiva de imprensa no fim da tarde desta quarta-feira.

Antes do parto, a mulher já estava sendo acompanhada por uma equipe de saúde do município. Ela tinha bronquite asmática, inclusive, havia abandonado o tratamento.

O material coletado foi encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador.

Funeral:

O velório e funeral de pacientes confirmados ou suspeitos de coronavirus não são recomendados pelos órgãos de saúde. Caso seja realizado, recomenda-se manter o caixão fechado durante todo o velório e funeral, evitando qualquer contato com o corpo do falecido. Pessoas que fazem parte do grupo de risco não devem participar nem do velório nem do sepultamento; no máximo 10 pessoas durante o enterro para evitar aglomeração. Essas informações fazem parte do protocolo dos órgãos de saúde.

Até a publicação desta notícia, o município de Itapetinga tinha 30 casos de coronavirus sendo monitorados e 12 suspeitos. Já se passaram mais de 10 dias e o resultado do primeiro teste ainda não saiu.

Fake

Fotografias de uma jovem foi amplamente divulgada nas redes sociais como sendo da paciente em questão, mas, trata-se de uma outra pessoa, funcionária de um hospital público da região. A identidade da paciente não será divulgada para evitar exposição desnecessária.

Por IRepórter
Itambeagora@gmail.com

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade