Início Bahia Conquista: Herzem defende manutenção do comércio aberto, após ação do Ministério Público

Conquista: Herzem defende manutenção do comércio aberto, após ação do Ministério Público

Por Reginaldo Spínola

A recomendação do MP – Ministério Público, para que o prefeito Herzem Gusmão (MDB) revogasse o Decreto, que permitiu a reabertura gradual do comércio, não foi acatada.

Pedido na Justiça

Com a negativa do prefeito, o MP ingressou na Vara da Fazenda Pública pedindo a suspensão do funcionamento do comércio e outras atividades econômicas não essenciais, e de templos religiosos, como medida de contenção à propagação do coronavírus em Vitória da Conquista.

A PGM – Procuradoria Geral do Município aguarda o comunicado (citação) da Vara da Fazenda Pública para se pronunciar.

O prefeito Herzem Gusmão (MDB) recebeu com tranquilidade a notícia e reafirmou a sua posição de resistir:

“Vamos apresentar números que atestam que o nosso cenário continua sendo um exemplo para Bahia. Basta comparar o número de casos e óbitos com outras cidades menores. A taxa de ocupação de leitos de UTI também favorece”, disse o prefeito.

Sobre as igrejas Herzem Gusmão sentenciou: “Deixa o povo de Deus orar. Faz bem ao Brasil, a Bahia, e a nossa querida Vitória da Conquista”, disse.

Informações do Blog da Resenha Geral
Itambeagora@gmail.com

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade