Início Bahia Produção de ovos e abate de frango batem recordes históricos na Bahia

Produção de ovos e abate de frango batem recordes históricos na Bahia

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

A produção de ovos e o abate de frangos, na Bahia, tiveram aumento no terceiro semestre de 2020 e bateram recordes históricos, de acordo com dados das Pesquisas Trimestrais da Pecuária, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas nesta quinta-feira (10). Ainda segundo os estudos, a produção de leite e o abate bovino tiveram quedas.

De acordo com a pesquisa, no 3º trimestre de 2020, o abate de frangos na Bahia foi de 31.922.314 animais. Este número representa um recorde para o estado na série histórica do IBGE, iniciada em 1997.

O resultado do 3º trimestre foi 4,2% superior ao do trimestre anterior (30,6 milhões) e 2,3% superior ao do 3º trimestre de 2019 (31,1 milhões)

A Bahia é o 9º estado no ranking de abates dessas aves no Brasil, sendo responsável por 2,1% do total nacional. O estado que lidera o abate de frangos é o Paraná, com 32,9%.

Em todo o Brasil, no 3º trimestre de 2020, foram abatidas 1,512 bilhão de cabeças de frango, melhor resultado para um 3º trimestre na série histórica do IBGE. O número representa um crescimento de 7% em relação ao 2º trimestre deste ano (1,414 bilhão) e de 2,8% frente ao mesmo trimestre do ano anterior (1,471 bilhão).

Produção de ovos

Outro recorde histórico da Bahia no 3º trimestre foi na produção de ovos de galinha, que chegou a 15,2 milhões de dúzias. Houve também um crescimento de 31,7% frente ao 3º trimestre de 2019 (11,5 milhões de dúzias).

Este foi o melhor resultado para a produção baiana de ovos desde 1987, quando se iniciou a série histórica da Pesquisa Trimestral da Produção de Ovos de Galinha, do IBGE.

Em todo o país, a produção de ovos de galinha no 3º trimestre de 2020 também foi recorde, batendo, pela primeira vez na série histórica a marca de 1 bilhão de dúzias, chegando a 1,011 bilhões. Este número corresponde a um aumento de 3,6% frente ao 2º trimestre deste ano (976,3 milhões) e de 3,8% em relação ao 3º trimestre de 2019 (973,8 milhões).

Quedas

A produção de leite no estado foi de 133,6 milhões de litros no 3º trimestre, o que representa a segunda queda consecutiva desde o recorde na série histórica, apresentado no 1º trimestre deste ano (138,0 milhões). Frente ao 2º trimestre (134,7 milhões), houve queda de 0,8%.

A Bahia é o 7º maior produtor de leite, respondendo no 3º trimestre de 2020 por 2,1% do leite adquirido no país. Minas Gerais segue liderando, com 25,1% do total.

Já o abate de bovinos tem o menor resultado na Bahia desde 2006. No 3º trimestre de 2020, foram abatidas 232.455 cabeças de bovino na Bahia, uma queda de 3,8% em relação ao 2º trimestre deste ano (quando 241.763 cabeças haviam sido abatidas), e 23,8% menos que o abatido no 3º trimestre de 2019 (304.968 cabeças abatidas).

A Bahia representa 3% do abate bovino nacional, sendo o 10º colocado neste ranking. Mato Grosso continua liderando com 18,4%.

G1

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade