Início Mundo Tristeza: Mulher posta foto com filhos minutos antes de avião cair no mar na Indonésia

Tristeza: Mulher posta foto com filhos minutos antes de avião cair no mar na Indonésia

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

“Tchau, família, estamos indo para casa agora” foram as últimas palavras que Rathi Windania postou nas redes sociais antes de o avião em que ela estava cair. A frase vinha acompanhada de uma foto na qual a mulher e os dois filhos sorriam para a câmera. A informação é do The Sun.

Rathi e os filhos estavam entre os 62 passageiros do Boeing 737, da Sriwijaya Air, que morreram nesse sábado (9) quando a aeronave caiu no mar. Os tripulantes também perderam a vida.

O irmão de Rathi, Irfansyah Riyanto, contou que, além da irmã e dos sobrinhos, os pais deles também estavam na aeronave. A família passava férias em Jacarta e retornava para casa em Pontianak. “Fui eu que os levei ao aeroporto, ajudei com os check-ins e as bagagens … Sinto que ainda não consigo acreditar nisso e aconteceu muito rápido”, disse.

O voo saiu de Jakarta, na Indonésia, para a cidade de Pontianak, e chegou a desaparecer dos radares após atingir uma altitude de 10.900 pés. O clima no local era bastante chuvoso e cheio de nuvens.

Os destroços do avião e partes dos corpos dos passageiros começaram a ser encontradas neste domingo (10) no Mar de Java, também na Indonésia. A caixa preta ainda não foi recuperada e as autoridades ainda não sabem o que causou o acidente.

Restos humanos e parte da fuselagem do Boeing que caiu na Indonésia são recuperados

Confira a seguir o que se sabe até agora sobre o acidente.

O que aconteceu?

O voo SJ182 da Sriwijaya Air, feito por um Boeing 737-500, tinha como destino Pontianak, cidade na parte indonésia da ilha de Bornéu. O voo doméstico, com origem em Jacarta, dura cerca de 90 minutos, mas a aeronave desviou-se bruscamente do destino pouco após a decolagem e mergulhou repentinamente no mar, segundo dados de um site de acompanhamento de voos e de especialistas em aviação.

Foram mobilizados navios de guerra, helicópteros e mergulhadores em frente à costa da capital indonésia e foram encontrados restos humanos, roupas dos passageiros e vários escombros e partes da aeronave.

Os mergulhadores estão em busca das caixas-pretas, que contêm as gravações de voz da cabine e os dados do voo, cujo sinal foi detectado.

Quais as causas do acidente?

Ainda não foram determinadas as causas do acidente na região conhecida como das “Mil Ilhas”.

Especialistas em aviação destacaram como possíveis causas do acidente as chuvas torrenciais, um erro do piloto ou um problema técnico.

Pescadores da ilha de Lancang disseram à CNN Indonésia e outros veículos locais terem ouvido pelo menos uma explosão ou um trovão no momento do acidente, seguido de grandes ondas.

Dados preliminares sugerem que a aeronave estava “provavelmente intacta” quando caiu na água, segundo um investigador do Comitê de Segurança do Transporte da Indonésia.

Quem estava a bordo?

O avião levava 50 passageiros, inclusive dez crianças e 12 membros da tripulação, todos indonésios.

O capitão se chamava Afwan, que como muitos indonésios tem um nome apenas. Piloto veterano de 54 anos, voou em aviões militares durante mais de dez anos antes de migrar para a aviação comercial, segundo informes dos veículos de comunicação locais.

Casado e pai de três filhos, era respeitado em sua comunidade e conhecido como um muçulmano devoto.

Uma de suas contas em uma rede social tinha como foto do perfil a imagem do Super Homem com a mensagem “Você pode voar tão alto quanto quiser, mas não vai chegar ao céu se não rezar cinco vezes por dia”.

Entre os passageiros estavam dois recém-casados, Putri Wahyuni e Ihsan Adhlan Hakim, que iam para uma cerimônia de casamento familiar.

Um indonésio, Rapin Akbar, disse à AFP que cinco membros de sua família estavam a bordo, inclusive sua irmã, seu sobrinho e um bebê de sete meses.

Qual é o tipo do avião?

O Boeing 737-500 é um dos aviões mais vendidos da companhia americana. Faz parte da série “clássica 737”, que entrou em serviço na década de 1990, mas relativamente poucas destas aeronaves continuam em uso.

A companhia aérea da Sriwijaya Air tinha 26 anos e anteriormente fez parte da frota da Continental Airlines e da United Airlines nos Estados Unidos.

“Esta aeronave é considerada um avião velho e requer inspeções adicionais para garantir sua segurança”, disse Michael Daniel, ex-funcionário da autoridade de aviação dos Estados Unidos, agora um consultor.

O modelo é diferente do controverso Boeing MAX, de última geração, que permaneceu em terra durante meses depois de acidentes fatais na Indonésia e na Etiópia com seis meses de intervalo.

Há muitos desastres aéreos na Indonésia?

Sim. O número de passageiros aumentou nos últimos anos no arquipélago de 17.000 ilhas, mas ainda precisa melhorar o cumprimento das normas de segurança.

O acidente mais recente foi o do Boeing 737 MAX da Lion Air, em 2018, que matou 189 pessoas, mas foi atribuído mais tarde a um defeito no software de proteção da fabricante, chamado MCAS.

O Tempo

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade