Início Brasil Furar fila ou impedir registro por foto ou vídeo da vacinação, pode virar crime

Furar fila ou impedir registro por foto ou vídeo da vacinação, pode virar crime

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Um projeto de lei que torna crime o ato de proibir a entrada de acompanhante na sala de vacinação para registrar o momento da aplicação da dose com foto ou vídeo foi aprovado no Senado na noite da última terça-feira (16). A pena é de reclusão de 6 meses a 2 anos, além de multa e sanções administrativas.

Também foi aprovado punição para quem furar a fila da vacinação. A pena é de 1 a 3 anos e multa. Caso seja praticada por autoridade ou funcionário público, a pena é aumentada a um terço à metade.

O projeto visa interromper casos de pessoas que foram vacinadas mesmo sem fazer parte do grupo prioritário e coibir a aplicação de seringas vazias.

O texto seguirá ainda para a Câmara dos Deputados.

 

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade