Início Bahia PMs são presos suspeitos de envolvimento na morte de funcionário do Ciretran em Itabuna

PMs são presos suspeitos de envolvimento na morte de funcionário do Ciretran em Itabuna

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Dois policiais militares estão presos por serem suspeitos do envolvimento na morte do funcionário do Detran, Pablo Barreto, assassinado com 13 tiros em fevereiro (relembre reportagem AQUI). O crime aconteceu em Itabuna, sul da Bahia.

De acordo com a Polícia Civil, um policial se apresentou na quinta-feira (11) e o outro, nesta sexta-feira (12), ambos na Corregedoria-geral da SSP-BA, em Salvador. Um mandado de prisão temporária para os policiais foi expedido pela Vara Criminal do Júri da comarca de Itabuna, onde o crime aconteceu.

Segundo informações da polícia de Itabuna, a motivação do crime foi uma dívida contraída pela vítima com proprietários de máquinas caça-níqueis. Ainda segundo a polícia, um terceiro suspeito pelo crime, que não é policial, havia sido preso no dia 2 de março

De acordo com a polícia, as prisões dos policiais são decorrentes da Operação Circuito Fechado, deflagrada no dia 5 de março no município de Vitória da Conquista, mas iniciada pela Coordenadoria Regional do Interior (Coorpin) de Itabuna, que investiga a morte do funcionário.

Após as apresentações, os policiais fizeram exames de corpo de delito e foram encaminhados para o Batalhão de Choque de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.

Pablo era funcionário da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), órgão interligado ao Detran-BA de Itabuna. De acordo com a Polícia Militar, ele foi morto com 13 tiros, disparados por dois homens em uma moto.

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade