Início Bahia Advogada é agredida com cabo de vassoura após descobrir que cliente era mantido em cárcere privado no sudoeste da Bahia

Advogada é agredida com cabo de vassoura após descobrir que cliente era mantido em cárcere privado no sudoeste da Bahia

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Uma advogada denunciou que foi agredida com cabo de vassoura e empurrões pelo filho de uma cliente, na cidade de Condeúba, no sudoeste da Bahia. O caso foi divulgado nesta quarta-feira (2) pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Vitória da Conquista, por meio da Comissão de Defesa das Prerrogativas.

Segundo informações da OAB de Vitória da Conquista, o caso aconteceu após a advogada Rennê Cássia Pereira descobrir que a cliente dela, de 65 anos, se encontrava em cárcere privado, na casa do próprio filho, que tem 36 anos.

À OAB de Vitória da Conquista, advogada relatou que procurou apoio da Polícia Militar e Civil para que ambas pudessem assisti-la, mas não recebeu respostas no primeiro momento.

Após a negativa, de acordo com a OAB de Vitória da Conquista, Rennê Cássia e o esposo da cliente dela foram até a casa do filho da mulher e ao chegar no local, ela foi agredida.

A Ordem dos Advogados do Brasil de Vitória da Conquista informou que após o ocorrido, o homem foi levado à delegacia da Polícia Civil para ser ouvido e depois foi liberado.

Em nota, a OAB-Conquista informou que fará a apuração do caso de forma detalhada, para averiguar todos os procedimentos, já que a lesão corporal foi comprovada por meio de laudo médico.

A Ordem dos Advogados do Brasil Subseção de Vitória da Conquista também lamentou o caso, no qual considerou como “inaceitável e intolerável ato de violência contra a advogada em exercício laboral”.

A Subseção de Vitória da Conquista também repudiou o fato, se solidarizou com a profissional e expressou que continuará combatente no exercício de sua função social, da defesa da população, da Democracia, dos Direitos Humanos, da Justiça e das Prerrogativas.

Além disso, informou que buscará junto aos órgãos competentes, a aplicação da Justiça como punição ao suspeito das agressões praticadas contra a advogada Rennê Cássia Pereira. // G1-imagem ilustrativa

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade