Início Brasil ‘Auxílio-diesel’ não agrada e caminhoneiros mantêm greve para 1º de novembro

‘Auxílio-diesel’ não agrada e caminhoneiros mantêm greve para 1º de novembro

Por Reginaldo Spínola

A criação de um “auxílio-diesel” direcionado aos caminhoneiros, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta quinta-feira (21/10), desagradou a categoria e não impedirá a greve marcada para o dia 1º de novembro. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), “caminhoneiros não querem esmola, querem dignidade”.

A proposta do governo prevê subsídio de R$ 400, que começará a ser pago em dezembro de 2021 e se encerrará em dezembro de 2022, na tentativa de compensar a disparada dos preços dos combustíveis. O valor, contudo, não é o suficiente para cobrir nem metade dos gastos da classe, segundo líderes de associações.

“Caminhoneiro não faz nada com R$ 400, com diesel na média de R$ 4,80. Os R$ 400 propostos pelo presidente não atendem as demandas dos caminhoneiros. Manteremos nossas demandas e greve em 1º de novembro”, afirmou o organizador da paralisação de 2018, Wallace Landim, conhecido popularmente como Chorão.

Em outra ocasião, o presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) já havia dito ao Metrópoles que a categoria estava no limite e que, agora, era “preciso lutar pela sobrevivência”.

Além do auxílio anunciado pelo mandatário da República, a Câmara dos Deputados aprovou, neste mês, projeto que muda o cálculo da tributação, na tentativa de reduzir os custos da gasolina e do diesel. A proposta, que agora corre no Senado, determina que o ICMS cobrado em cada estado será calculado com base no preço médio dos combustíveis dos dois anos anteriores. Com informações do site Metrópoles

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade