Início Noticias Tristeza: Mulher que sumiu após sair com veículo da empresa é achada morta, seminua e espancada

Tristeza: Mulher que sumiu após sair com veículo da empresa é achada morta, seminua e espancada

Por Reginaldo Spínola

A mulher de 47 anos que desapareceu depois de sair com o veículo da empresa onde trabalhava foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira (18) em uma área de mata, entre Alambari e Itapetininga (SP). O corpo de Susana Dias Batista foi encontrado por parentes que faziam buscas às margens da Rodovia Vereador Humberto Pellegrini (SP-268), onde a mulher tinha sido vista pela última vez por dois ciclistas, conforme a família.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher tinha vários hematomas no rosto e estava usando apenas roupas íntimas. As causas da morte dela serão investigadas. As polícias Militar e Civil foram até o local, assim como uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O corpo de Susana foi recolhido pela funerária e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Itapetininga. Nas redes sociais, a prefeita Simone Marquetto lamentou a morte da moradora. “Quando uma mulher morre vítima de violência, todo mundo perde um pouco. Infelizmente, a Susana foi encontrada sem vida. Neste momento pedimos a Deus que conforte o coração da família e amigos, que sentem a dor dessa tragédia”, escreveu.

De acordo com o boletim de ocorrência, familiares contaram que Susana saiu para almoçar com a picape da empresa na quarta-feira (17) e não voltou. Horas depois, um colega de trabalho foi informado de que o veículo estava abandonado na Avenida Wenceslau Braz, perto de um hospital particular. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM) de Itapetininga, a picape estava com uma das rodas danificadas e os bancos estavam empurrados para frente. O veículo foi guinchado até a delegacia para perícia técnica. Susana era subgerente de uma loja de máquinas e ferramentas em Itapetininga. À Tv Tem, o dono da empresa contou que a mulher começou a trabalhar na loja na área financeira, há um ano e meio, e era muito querida pelos colegas e clientes.

ABORDAGEM

A filha de Susana, Tainá Cesar, de 25 anos, contou ao g1 que, assim que recebeu a notícia do desaparecimento, rastreou o celular da mãe e realizou buscas pelos locais onde ela teria passado. “Vi que o sinal do celular da minha mãe indicou que ela passou por uma farmácia e depois por Alambari. Fui até os comércios e pedi as imagens. Consegui vídeos e descobri que minha mãe foi abordada por um homem, ainda na farmácia”, conta a jovem. No vídeo gravado por uma das câmeras de segurança, por volta das 14h30, é possível ver a picape que Susana utilizava estacionada na Rua Padre Albuquerque, no centro de Itapetininga, e uma possível abordagem.

Guarda encontrou veículo da empresa usado pela funcionária que desapareceu abandonado em Itapetininga (SP).

Um homem se aproxima, olha em volta, e aparenta entrar no veículo pela porta do motorista (conforme o vídeo, a ação ficou encoberta por uma placa de publicidade). Cerca de dez minutos depois, o veículo da empresa foi visto pela Avenida Dr Ciro Albuquerque, próximo a uma empresa de energia. Um câmera de segurança flagrou a picape passando pelo trecho às 14h49 e retornando às 15h27. Segundo a família, Susana foi vista pela última vez por dois ciclistas, conhecidos dela, próxima a uma área de mata na saída de Itapetininga, sentido Alambari. Em seguida, ainda conforme parentes, o carro teria sido visto voltando para a cidade, já sem a Susana. A Polícia Civil confirmou que as imagens das câmeras de segurança estão em análise e que investiga o caso com o apoio da Polícia Militar. // VitoriaDaConquistaNoticias

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade