Início Covid-19 COVID: Cantora se contamina propositalmente e morre

COVID: Cantora se contamina propositalmente e morre

Por Reginaldo Spínola

A cantora Hana Horka, integrante do grupo theco Asonance, era contra a vacinação anticovid e por isso decidiu se contaminar propositalmente para conseguir o passaporte de vacinação. Contudo, ela apresentou complicações decorrente da doença e faleceu no último domingo (16).

O filho da cantora, o Jan Rek, afirmou à imprensa local que a mãe era a única na casa que havia se vacinado. Ele e o pai, marido da Hana, estavam vacinados, mas contraíram a doença no final do passado. Dessa forma, a cantora decidiu intencionalmente se contaminar com o vírus.

“Ela preferiu viver normalmente conosco e pegar a doença para não ter que se vacinar. É triste que ela quis mais acreditar em estranhos do que em sua própria família”.

Quando se contaminou, a cantora comemorou nas redes sociais, alegando que agora poderia ter uma “vida livre”. “Estou muito feliz porque, desta forma, poderei ter uma ‘vida livre’ como os outros, ir ao cinema, tirar férias, ir à sauna, ao teatro”, disse.

O filho condena o movimento antivacina pela morte da mãe. Nas redes sociais, ele culpa especificamente o ator Jaroslav Dušek e a bióloga Soňa Peková, representantes deste polêmico movimento, de “ter sangue em suas mãos”.

“Minha mãe não foi apenas alvo de uma desinformação total, mas também acreditava em opiniões sobre a imunidade natural e anticorpos que criaria quando pegasse a doença”, explicou ele. // AconteceNaBahia

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade