Início Brasil Empresário manda torturar, arrancar mãos e matar funcionário que furtou tempero

Empresário manda torturar, arrancar mãos e matar funcionário que furtou tempero

Por Reginaldo Spínola

Um empresário identificado como Jean Carlos Silva Alves Gomes, de 33 anos, foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (09), acusado do sequestro, tortura e assassinato de um funcionário dele, por roubar duas caixas de tempero.

Marcelo Vieira, 43, teve as mãos arrancadas com golpes de machado por furtar produtos que somavam cerca de R$ 600. No dia do crime o proprietário e outras quatro pessoas, também funcionários dele, se uniram para praticar os crimes até que ele indicasse onde teria escondido o material furtado, ele foi morto com um tiro no peito e enterrado pelo próprio grupo.

Dois dos funcionários de Jean também foram presos. O dono da fábrica tinha recebido denúncia de um comerciante da cidade de que Marcelo estava vendendo temperos furtados da empresa, aí então, o empresário ordenou o crime.

O corpo de Marcelo foi encontrado quatro dias depois na zona rural de Trindade. Após o crime, Jean, que também vai responder por ocultação de cadáver, fugiu para Fortaleza, no Ceará.

O inquérito foi concluído e remetido ao judiciário. // BNews

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade