Início Justiça Procurador que agrediu colega pode ser multado em mais de R$ 15 mil

Procurador que agrediu colega pode ser multado em mais de R$ 15 mil

Por Reginaldo Spínola

A Secretaria da Justiça e Cidadania de SP vai investigar a violência sofrida pela procuradora-geral Gabriela Samadello Monteiro, em Registro, no interior paulista, na semana passada. A conclusão do expediente pode levar o autor das agressões, o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, a pagar uma multa no valor de R$ 15.985.

Flagrado em vídeo agredindo a procuradora-geral, Macedo foi preso na quinta-feira (23). O Ministério Público de São Paulo ofereceu denúncia contra ele por tentativa de homicídio e feminicídio

A agressão ocorreu na sede da Prefeitura de Registro, onde ambos trabalham -após o caso, a gestão afastou o procurador por 30 dias. O episódio teria sido motivado pela abertura de um procedimento disciplinar contra Macedo para apurar comportamentos inadequados no trabalho.

No caso do promotor de Registro, a investigação será a primeira conduzida pela Coordenação de Políticas para Mulheres da secretaria. Criado em março deste ano, o órgão busca apurar infrações administrativas decorrentes de qualquer forma de discriminação e ofensa contra a honra ou a integridade física de mulheres. A conclusão será enviada ao Ministério Público.

Rastro101

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade