Início Bahia Sul da BA: Menino de 3 anos morre após passar 1 ano com prego no pulmão

Sul da BA: Menino de 3 anos morre após passar 1 ano com prego no pulmão

Por Reginaldo Spínola

Cauan Araújo Conceição, de 3 anos, morreu após passar um ano com um prego no pulmão. Os pais alegam negligência do hospital público de Canavieiras, no sul da Bahia, já que o levaram na unidade várias vezes, mas só descobriram o objeto no corpo da criança quando fizeram um exame particular.

O caso foi divulgado pelo Jornal Bahia Meio Dia, afiliado à Rede Globo na região. Ao veículo, a família disse que levou o menino diversas vezes ao Hospital Municipal de Canavieiras e os médicos não pediram exame para identificar o que ocorria com ele. Foi apenas em um raio-x realizado por conta própria dos pais, na quarta-feira passada, que a mãe descobriu que havia um prego no pulmão do garoto.

“Eu vi aquilo e fiquei revoltada”, disse a mãe de Cauan, Clarice Araújo, em entrevista ao jornal. Ela e o esposo, Cosme Conceição, perceberam há um ano que o filho tinha engolido algo, mas não sabiam exatamente o que era. Na mesma noite do ocorrido, ainda em 2021, o pai conta que levou o menino ao Hospital Municipal de Canavieiras.

“Naquela noite eu senti que ele estava engasgado, saiu até sangue da boquinha dele, aí, imediatamente,  eu o levei para o hospital. Chegando lá, o médico olhou e disse que não tinha nado na garganta dele. Aí voltamos para casa”, relembra o pai.

Segundo a família, foi a primeira vez, de muitas, que Cauan deu entrada na unidade, sempre com os mesmos sintomas, que com o passar do tempo se intensificaram.

“Ele tinha febre e tossia demais. De um tempo para cá, ele passou a sentir dor do lado direito e chegava a andar torto. E a gente sempre levava no hospital e eles só davam medicamento. Mas quando o efeito passava, a dor, febre e tosse voltavam”, disse a mãe.

A penúltima entrada que a criança deu na unidade foi dia 27 de junho. De acordo com a família, a médica que atendeu o menino disse que os sintomas seriam de asma e passou medicamentos, o liberando em seguida. Clarice decidiu então fazer uma raio-x particular e foi assim que descobriu o prego no pulmão do filho.

Após a descoberta, a mãe conta ter voltado imediatamente ao hospital municipal. “Chegando lá deram medicamento a ele e mandaram ficar na espera de alguma regulação para ser transferido. Aí ele foi transferido para Salvador”, relembra a Clarice.

No Hospital Geral do Estado, o garoto passou por um procedimento para retirar o prego, que havia perfurado os dois pulmões. Ele ainda chegou a ficar internado dois dias na UTI, mas não resistiu.

No laudo, a causa da morte foi diagnosticada como broncopneumonia. Segundo os pais, o garoto morreu de negligência por conta dos atendimentos médicos no Hospital Municipal de Canavieiras. “Nunca me deram um pedido para eu correr atrás [de exame], mesmo que eles não pudessem fazer no hospital. Sempre só [passavam] medicamento e nunca teve solicitação de exame nenhum”, diz a mãe.

O pai também lamentou o ocorrido com Cauan. “Se eles tomassem as providências logo, meu filho estava vivo ainda. Ele era uma parte de mim. É doído perder um filho. Quero Justiça para que não aconteça isso com outras crianças”, destacou

Em nota ao jornal, a Secretaria de Saúde de Canavieiras disse que a criança foi atendida na última segunda-feira, que exames foram solicitados, e que uma consulta com uma pediatra foi marcada para o dia seguinte, no dia 28, mas que a pediatra ficou doente e não houve o atendimento.

A nota disse também que a família não tinha buscado atendimento antes desse dia. A família, porém, tem papéis que comprovam que eles estiveram na unidade. A secretaria informou ainda que o caso está sendo investigado.

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade