Início Bahia VÍDEO: Acusados de furto, funcionários são torturados com pauladas e ferro quente por empresário evangélico na BA

VÍDEO: Acusados de furto, funcionários são torturados com pauladas e ferro quente por empresário evangélico na BA

Por Reginaldo Spínola

Um empresário evangélico de Salvador está sendo denunciado por dois de seus funcionários por tortura. Os trabalhadores dizem ter passado por sessões de espancamento após serem acusados de furtar dentro do estabelecimento comercial, localizado nas proximidades da Estação da Lapa, no Centro da cidade.

Durante o espancamento, um dos jovens teve as mãos queimadas com ferro de passar. O suspeito teria deixado marcado “171” nos membros da vítima, em referência a infração penal contra o patrimônio. O funcionário diz também ter sido obrigado a usar vestido enquanto era gravado pelo suposto agressor. As imagens foram compartilhadas em um aplicativo de troca de mensagens.

 “Eu nunca precisei em roubar nada, sou trabalhador, todo mundo me conhece, agora, corro o risco de alguém acreditar que sou ladrão porque estou com as mãos marcadas. Eu consegui fugir e passei o maior vexame porque estava de vestido rosa na rua. Eu chorava muito, ele dava risada de gozação, ainda disse que eu iria voltar para o tempo da escrava Isaura”, contou William, em entrevista à TV Record Itapoan.

O outro funcionário foi agredido com um pedaço de madeira. Os golpes foram dados nas duas mãos da vítima, enquanto ela era acusada de roubar R$ 30. A tortura também teria sido gravada pelo patrão e compartilhada nas redes sociais.

“Enquanto me batia ele dizia: ‘o pior diabo é aquele que morre negando’. Eu tenho um filho de um ano e dez meses… Me bateu por nada, não preciso roubar R$ 30. Pensei que iria morrer”, comentou Marcos.

O nome do empresário não foi divulgado. O caso foi registrado na 1º Delegacia Territorial (DT/Barris). Em nota, a Polícia Civil informou que uma das vítimas prestou depoimento na quinta (25). “Foram apresentados vídeos que teriam sido gravados pelos próprios autores do crime, que provariam as agressões. A unidade já iniciou as investigações a respeito do caso. Um dos autores prestou depoimento na quinta. As vítimas foram encaminhadas para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para a realização do exame de corpo de delito, e uma delas já foi ouvida”, diz trecho do comunicado.

BNews

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade